O que foi o programa Ciência sem Fronteiras? Ele Acabou?

Estudantes do Programa de intercâmbio Ciências sem Fronteiras utiliza as Redes Sociais para divulgar suas experiências.

Ciências sem Fronteiras - Bolsas no Exterior
Ciências sem Fronteiras – Bolsas no Exterior

Ciência sem Fronteiras é um programa que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional. A iniciativa é fruto de esforço conjunto dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), por meio de suas respectivas instituições de fomento – CNPq e Capes –, e Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

O projeto prevê a utilização de até 101 mil bolsas em quatro anos para promover intercâmbio, de forma que alunos de graduação e pós-graduação façam estágio no exterior com a finalidade de manter contato com sistemas educacionais competitivos em relação à tecnologia e inovação. Além disso, busca atrair pesquisadores do exterior que queiram se fixar no Brasil ou estabelecer parcerias com os pesquisadores brasileiros nas áreas prioritárias definidas no Programa, bem como criar oportunidade para que pesquisadores de empresas recebam treinamento especializado no exterior.

Qual foi o seu objetivo?

  • Investir na formação de pessoal altamente qualificado nas competências e habilidades necessárias para o avanço da sociedade do conhecimento;
  • Aumentar a presença de pesquisadores e estudantes de vários níveis em instituições de excelência no exterior;
  • Promover a inserção internacional das instituições brasileiras pela abertura de oportunidades semelhantes para cientistas e estudantes estrangeiros;
  • Ampliar o conhecimento inovador de pessoal das indústrias tecnológicas;
  • Atrair jovens talentos científicos e investigadores altamente qualificados para trabalhar no Brasil.

Quais foram as Áreas Contempladas?

  • Engenharias e demais áreas tecnológicas;
  • Ciências Exatas e da Terra;
  • Biologia, Ciências Biomédicas e da Saúde;
  • Computação e Tecnologias da Informação;
  • Tecnologia Aeroespacial;
  • Fármacos;
  • Produção Agrícola Sustentável;
  • Petróleo, Gás e Carvão Mineral;
  • Energias Renováveis;
  • Tecnologia Mineral;
  • Biotecnologia;
  • Nanotecnologia e Novos Materiais;
  • Tecnologias de Prevenção e Mitigação de Desastres Naturais;
  • Biodiversidade e Bioprospecção;
  • Ciências do Mar;
  • Indústria Criativa (voltada a produtos e processos para desenvolvimento tecnológico e inovação);
  • Novas Tecnologias de Engenharia Construtiva;
  • Formação de Tecnólogos.

Sobre os Estudantes que Participaram do CSF?

Estudantes do Programa Ciências sem Fronteiras projeto do Governo Federal utiliza as redes sociais para criar Diários de intercâmbio, canais como YouTube e Blogs são utilizados para divulgar informações e experiências adquiridas durante o período de estudos no exterior.

Flávia Ximenes Vasconcelos
Flávia Ximenes Vasconcelos

Flávia Ximenes Vasconcelos de 20 anos mora em Teresina no Piauí atualmente participa do programa de intercâmbio Ciências sem Fronteiras. Sonho que vai se tornar realidade realizando um intercâmbio para Espanha e estudar enfermagem na Universitat de les Illes Balears, em Palma de Mallorca, através de uma bolsa de estudos oferecida pelo programa.

Outra grande vontade de Flávia era criar um Blog onde pudesse relatar suas experiências e oferecer dicas e informações sobre sua viagem de intercâmbio. Logo em seguida, surgiu a oportunidade para criar seu primeiro Blog de intercâmbio – eSpanhola paRaguai. Em paralelo com Blog Flávia também criou seu 1º Diário de intercâmbio um perfil no YouTube, onde ela consegue fazer suas próprias gravações diárias e pública-las em seu perfil na rede social.

Fácil acesso para aqueles internautas que procuram informações sobre destinos e dicas sobre programas e cursos no exterior.

Abaixo disponibilizamos alguns dos vídeos que Flávia já publicou em seu canal no YouTube.

Não deixem de visitar a Flávia em suas redes sociais!

YouTube: http://www.youtube.com/user/espanholap
Twitter: https://twitter.com/flavia_ximenes
Blog: http://espanholaparaguaia.blogspot.com.br
Ask: https://www.instagram.com/flaviaxv/

Felipe Porge Xavier
Felipe Porge Xavier

Felipe Porge Xavier, é estudante do quarto período de Engenharia Elétrica no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), ele foi um dos selecionados pela chamada 115/2012 – Espanha do programa Ciência sem Fronteiras da Capes/CNPq para estudar na Universitat Politècnica de València no curso de Ingeniería Técnica en Telecomunicaciones durante o ano letivo 2012-2013.

Felipe teve como propósito fazer o Blog – Universitário sem Fronteiras após perceber que informações sobre o país de destino e sobre o programa entre outras informações e referências eram escassas na internet ou muitas vezes de difícil acesso.

Então, surgiu a ideia de criar o Blog com intuito de auxiliar os internautas e aventureiros universitários que tenham vontade de conhecer uma nova cultura.

O que aconteceu com o programa CSF?

No entanto, em 2014, o programa para graduação encerrou com o último edital de 2014, no governo Dilma, motivado por altas dívidas da gestão anterior. Na época, o número de bolsistas remanescentes deste edital no exterior e visitantes no Brasil chegava a 4 mil.

Em 2016, o programa Ciência sem Fronteiras passou a ser alvo de atenção por conta de denúncias de estudantes de pós-graduação que estariam com suas bolsas atrasadas. A Associação Nacional dos Pós-Graduandos (ANPG), que participa do Conselho Superior da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) , afirmou em nota, na época, estar negociando com a instituição o restabelecimento da normalidade do programa.

Em abril de 2017, o MEC (Ministério da Educação) anunciou o encerramento definitivo do CsF para graduação, mas, na mesma nota divulgada, afirmou que a iniciativa teria 5 mil bolsas para pós-graduação. O Estudar Fora explica as etapas das discussões em torno do programa, até chegar ao modelo atual.

O portal Estudar Fora, publicou um dossiê contando todo o histórico do programa Ciência Sem Fronteiras e o detalhamento de sua situação atual

Comentários

  1. Ola, Felipe!
    Sou acedêmico do Curso de Bacharel em Sistemas de Informação pelo IFSC (Instituto Federal de Santa Catarina).
    Primeiramente gostaria de dizer que gostei muito do seu blog, muito grato pelas informações! Gostaria de algumas informação sobre os métodos e critérios para seleção da Bolsa Ciências sem Fronteiras, então la vai:
    1. Li em seu blog que você solicitou bolsa (e concorreu a mesma) na sua instituição de ensino, posteriormente você foi encaminhado para o Ciências sem Fronteiras, isso procede?;
    2. Você inicialmente queria ir para o Canada porem se inscreveu para Espanha, devido seu domínio de idioma (Prova TOF), é por essa linha que segue meu raciocínio, tenho conhecidos que moram no Reino Unido e queria ir para la, porem ao pesquisar na internet percebi que é muito difícil, então resolvi escolher a Espanha e ai que tenho duvidas:
    2.1 – Você fez alguma prova para avaliar seu conhecimento em Espanhol;
    2.2 – Ai no Instituto de sevilla tem o meu Curso (Sistemas de Informação) ou semelhante, como faço para ganhar a carta de aceitação (que você sita em seu blog);
    2.3 – Com a crise na Europa, você consegue “viver de boa” sem trabalhar e se for preciso e fácil de achar empregos na área de estudo;
    2.3 – Sabe porque não abriu edital para Espanha esse ano;

    Era só isso, RSRSRSRSRSRSRSRS !!

    Obrigado pela atenção aguardo resposta se possivel!!
    VLW! Boa Sorte!

  2. Oii, obrigada pela matéria me ajudando a divulgar o blog e o vlog. A intenção principal de ambos é fazer dividir minha alegria e animação a respeito do intercâmbio, que ainda nem começou. Mas mesmo que eu os esteja fazendo pricipalmente pra mim, é sempre legal ter gente acompanhando você e compartilhando das suas experiências. Já estarei numa terra desconhecida, sem conhecer ninguém, principalmente do meu próprio país. Seria legal ter contato com o pessoal daqui enquanto estiver por lá.
    Só um detalhe… Eu não estudei um ano na UIB, eu ainda vou para Espanha domingo que vem e aí sim estudarei na UIB. Então, a aventura está só começando. Obrigada mais uma vez…

    Un grand saludo!!

    • Olá Flávia, tudo bem?
      É muito bom saber que existe pessoas como você que pensam no próximo, compartilhando conhecimento e dicas que muitas vezes auxilia muito os estudantes.
      Estaremos acompanhando suas novas postagens e quando disponível estaremos na divulgando!
      Agradecemos pela sua visita ao nosso site e deixando sua opinião sobre a matéria.

      Boa sorte nessa nova fase!

      Beijos e abraços!

      at+ 😉

  3. O objetivo da iniciativa do blog é ajudar os estudantes que estão pensando em se aventurar em um intercâmbio tanto pelo Ciência sem Fronteiras como também de qualquer outra forma. As postagens trarão dicas e curiosidades da região, juntamente com algumas informações dos trâmites necessários até se alcançar toda a documentação necessária.

    Agradeço o apoio do Canal do Intercâmbio ao blog.

    Agradeço mais uma vez.

    • Olá Felipe, tudo bem?
      Queremos parabeniza-lo pela sua grande iniciativa!
      O objetivo do Canal do intercâmbio é também ajudar a divulgar novas fontes de informação a que venham ajudar e auxiliar outros estudantes.
      Às vezes pela falta de divulgação grandes oportunidades passam despercebidas na web, e o nosso principal objetivo é captar essas oportunidades.
      Agradecemos muito sua Opinião e deixando sua observação sobre a matéria.

      Boa sorte! 😉

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.