Dicas: Evite golpes durante programa de intercâmbio no exterior

Consultor de intercâmbio da dicas para evitar golpes durante programa de intercâmbio.

Dicas: Evite golpes durante programa de intercâmbio no exterior
Dicas: Evite golpes durante programa de intercâmbio no exterior

Segundo matéria pulicada pela Portal R7, viajar para o exterior mais precisamente para outro país, com o objetivo de fazer um intercâmbio exige uma pesquisa criteriosa, alerta o consultor de intercâmbio Rafael Melo. A pesquisa serve para evitar golpes, como os que aconteceram com estudantes do DF, obrigados a se prostituir no exterior por uma falsa agência de intercâmbio.

Ele explica que para todos os tipos de programa (estudo, estágio, trabalho voluntário, etc) é preciso checar algumas informações antes de fechar contrato com uma agência.

É bom olhar o histórico, pesquisar se agencia de intercambio é credenciada com a Belta (Brazilian Educational and Language Association) ou Abav (Associação Brasileira de Agência de Viagens), responsáveis por praticamente todas as empresas dessa área, além disso de verificar a situação da credencial (se está positiva ou negativa) com a Embratur (Empresa Brasileira de Turismo).

Sempre buscar por referências confiáveis sobre os serviços prestados, como outras pessoas que já fizeram o intercâmbio, também é um ponto que o especialista recomenda observar.

Orientação dada pelo Rafael é: cuidado com agências que prometem mil maravilhas, porque essas costumam ser as campeãs em tráfico de pessoas (nacional e internacional) e conseguem escapar facilmente da fiscalização, porque usam diversos nomes e endereços de fachada.

O consultor lembra ainda que qualquer intercâmbio requer uma preparação psicológica do candidato, que deve começar a se preparar com quase um ano de antecedência da data da viagem. Isso porque, de acordo com Melo, as mudanças são grandes neste tipo de experiência, a começar pelo clima e cultura.

É preciso estar munido de uma reserva financeira boa e com todas as documentações em dia, especialmente o visto, que garante a permanência legal no país, porque normalmente é o mais demorado.

Visite o  Portal R7 e veja a matéria na integra!

Comentários

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.