Intercâmbio pode ser uma excelente porta para o mercado de trabalho

Experiência fora do país pode ser diferencial em um mercado carente de profissionais qualificados como o de Salvador.

Mercado de Trabalho no Exterior
Mercado de Trabalho no Exterior

A taxa de desemprego em Salvador aumenta ano a ano. De acordo com a última pesquisa do IBGE, divulgada em março, o número de desempregados na capital baiana e região metropolitana subiu 2,8% comparado ao mesmo período do ano passado. O número é o maior dentre as principais capitais do país. Segundo especialistas, não apenas a falta de vagas, mas também a falta de qualificação profissional são aspectos que podem explicar esse crescimento. Diante desse contexto, estudantes e profissionais devem buscar, cada vez mais, uma melhor qualificação.

Dentre as possibilidades de qualificação em ascensão no país, e que apresenta constante crescimento em Salvador, está a opção pelo intercâmbio cultural. De acordo com Ludmila Teles, Diretora da Agência de Intercâmbio, Experimento, esse mercado está muito aquecido devido à necessidade mais evidente de uma experiência internacional no currículo dos profissionais. “A Experimento cresceu 17% no faturamento de 2012 para 2013. A procura em Salvador aumenta a cada semestre. Os destinos mais procurados são Canadá, Estados Unidos, Reino Unido e Irlanda, sendo que a procura pela Oceania está em expansão também”, afirma Ludmila.

Ludmila Teles, ao centro, na sede da Experimento em Salvador.
Ludmila Teles, ao centro, na sede da Experimento em Salvador.

Ainda de acordo com a Diretora da Experimento, o domínio de um segundo idioma, sobretudo o inglês, além da experiência de vida e de trabalho fora do país, podem ser um diferencial determinante para o sucesso de um candidato numa seleção. “O que o empregador vai analisar é a capacidade de liderança, de trabalho em equipe, flexibilidade e maturidade. Essas qualidades o intercambista adquire quando vive em outra cultura, amplia suas perspectivas convivendo com pessoas de outras nacionalidades, se torna mais independente adotando hábitos e modo de vida da cultura em que vive, e passa a ser mais tolerante e flexível ao constatar que nem tudo funciona exatamente da mesma forma que ocorre em seu país”, afirma.

Intercambista Baiano

Intercambista Baiano - Aislan Ribeiro
Intercambista Baiano – Aislan Ribeiro

A busca por uma melhor posição no emprego motivou o jovem engenheiro baiano, Aislan Ribeiro, a procurar a Experimento e realizar um intercâmbio para a Irlanda. Durante cinco semanas, ele viveu em Dublin, capital irlandesa, experiência que lhe possibilitou o aprimoramento do idioma inglês, além da maturidade profissional almejada. “Aprendi a respeitar as diferentes culturas e me tornei uma pessoa mais madura, o que para o meu desenvolvimento profissional foi excelente”, afirma Aislan, que conseguiu uma posição melhor no atual emprego, como era meta antes do intercâmbio. “É uma experiência maravilhosa. Já vou realizar minha primeira viagem internacional representando a empresa na qual trabalho”, comemora.

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.