Cresce a procura por intercâmbios curtos e em períodos de férias

Estudantes e profissionais usam o período de recesso para aprimorar novo idioma e viajar

Cresce a procura por intercâmbios curtos e em períodos de férias
Cresce a procura por intercâmbios curtos e em períodos de férias

Muita gente aproveita o fim de ano para descansar ou para conhecer novos lugares, uma das atividades preferidas dentre os programas de férias. E por que não aliar uma viagem de turismo a um curso no exterior?

Para quem trabalha ou faz faculdade e não tem muito tempo para fazer um intercâmbio de seis meses ou um ano, o ideal é o Intercâmbio de Férias. A Experimento Intercâmbio Cultural oferece pacotes de duas semanas a um mês, dependendo da necessidade de cada um. “Nós montamos um pacote específico para os nossos clientes de acordo com o que ele procura. Os preços variam entre tempo de estada e local escolhido. Por exemplo, um intercâmbio de 2 a 4 semanas em Montreal, no Canadá, varia de 3 a 5 mil reais, com acomodação, meia pensão e curso de idiomas”, afirma a Diretora Expert da Experimento de Salvador, Ludmila Teles.

Ainda segundo Ludmila a principal motivação dos estudantes que viajam nessa época do ano é aliar o aprendizado de um novo idioma a um destino em que ele gostaria de passar as férias. Nesse período, os cursos de idiomas são os programas que mais embarcam passageiros, o aumento nessa modalidade pode chegar aos 30%, se comparado aos outros meses do ano.

O engenheiro Aislan Ribeiro, não pensou duas vezes, se programou conforme as férias do trabalho e fez um intercâmbio de cinco semanas em Dublin, na Irlanda. “Eu sabia que somente tendo uma experiência fora do país eu poderia adquirir uma maior qualificação para o mercado de trabalho, além disso, queria aprimorar o idioma inglês. Com o intercâmbio pude vivenciar novas culturas e experiências”, explica.

Um intercâmbio cultural pode ser aspecto diferencial em um mercado carente de qualificação como o de Salvador. “Num curso fora, a pessoa tem acesso a conhecimento de ponta, aperfeiçoa um idioma estrangeiro, conhece outras culturas, amplia a sua visão de mundo, se torna mais proativo, e estabelece network com estudantes de outros países, características que são adquiridas somente com intercâmbio”, informa Ludmila Teles.

Os destinos mais procurados são: Canadá (Vancouver/Toronto/Montreal), EUA (Boston), Irlanda (Dublin), Inglaterra (Londres), Austrália (Brisbane) e Nova Zelândia (Auckland). A procura por uma agência de intercâmbio qualificada torna-se fundamental para auxiliar na escolha de um programa mais proveitoso e em todas as etapas do planejamento do intercâmbio.

Saiba mais obre o programa através do site www.experimento.org.br

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.