A História do Halloween: Entenda a origem da celebração

Entenda o Halloween e por que a celebração milenar da Irlanda ganha espaço em diferentes países

A celebração do Halloween começou com os Celtas na Irlanda há mais de mil anos. A palavra halloween vem de halloweed/holy evening, ou seja, noite sagrada. Comemorava-se o fim do verão e acreditava-se que na noite de 31 de outubro espíritos dos mortos visitariam esse mundo. Por isso, acendia-se uma fogueira e fantasias eram usadas com o objetivo de assustar e espantar esses espíritos. Com o passar dos anos, a data deixou de ser um ritual pagão. Com a Igreja Católica, a celebração foi transformada em um festival cristão. Agora, no dia 01 de novembro, chamado de Dia de Todos os Santos na tradução para o português, os irlandeses visitam os túmulos de seus parentes nos cemitérios.

Para as famílias tradicionais, o Halloween continua sendo um dia – ou uma noite – muito importante. É o momento de agradecer pelo ano que já se aproxima do final – já que os Celtas chamavam a celebração de Samhain, que significa fim do verão e início de um novo ano. “A tradição ganhou o mundo com a emigração dos irlandeses. Nos Estados Unidos, por exemplo, onde muitas famílias foram morar, a celebração é bem forte e muita gente chega a pensar que a origem do Halloween e do famoso “trick or treat” começou com os americanos. Atualmente, a ideia principal é diversão, porque muita coisa foi adaptada, mas Halloween é muito mais que uma festa à fantasia”, explica a diretora de ensino da Seda College, Sibéal Turraoin, que todos os anos organiza um evento especial com intercambistas na Irlanda. Os alunos conhecem um pouco da história do Halloween e participam de uma festa especial.

Nesse mês de outubro, estudantes internacionais na Irlanda têm a oportunidade de interagir com esse aspecto cultural em diferentes situações. Restaurantes, cafés e pubs ganham decoração especial e até os funcionários dos estabelecimentos fazem maquiagem e vestem fantasias para manter viva a tradição. Para que visitantes e intercambistas entendam os significados e para que brasileiros possam deixar a festa ainda mais interessante onde estiverem, a equipe da Seda College reuniu informações sobre o que você precisa saber sobre a celebração do dia 31 de outubro.

Prato típico do Halloween

A noite de Halloween é de comida especial para os irlandeses.  O prato principal é o Colcannon, feito com batatas cozinhas, um tipo de repolho e cebola crua. Tradicionalmente, no meio da comida servida para as crianças eram colocadas algumas moedas enroladas em papel limpo para que elas as encontrassem e as guardassem como lembrança.

Colcannon.JPG
Por Alison CassidyObra do próprio, Domínio público, Ligação

De sobremesa, é servido o bolo Barn Brack, um tipo de pão doce com frutas que também esconde algumas surpresas. Em casa, colocam-se anéis, moedas, pedaços de tecidos e até dedal. Cada item tem um significado diferente. Quem pegou o pedaço com o anel, casa-se em breve; o tecido representa futuro financeiro duvidoso; a moeda é prosperidade e o dedal quer dizer que a pessoa não se casará. Os bolos comercializados costumam vir com um anel de brinquedo.

Bolo de Halloween - Barn Brack
Bolo de Halloween – Barn Brack – Foto by hurriyetdailynews.com

A abóbora (Jack-o-lanterna)

Existem duas histórias diferentes sobre Jack-o-lanterna que é representado nas abóboras de Halloween. Uma delas vem da época dos Celtas, onde as pessoas levariam para casa uma brasa da fogueira e, por isso, colocavam-na em um nabo para conseguir carregá-la ainda quente. Mas a história mais assustadora vem do século 18. Um fazendeiro irlandês teria negociado com o Diabo para que sua alma não fosse levada, mas ele também não conseguiu entrada no céu após morrer e acabou perambulando mundo a fora. Ele pediu uma luz ao Diabo e ganhou um carvão em brasa que queimava em um nabo.

Alguns irlandeses acreditavam que se colocasse uma luz na frente de suas casas afastariam Jack. Na migração para os Estados Unidos, no entanto, a adaptação acabou acontecendo com uma abóbora, pois não era fácil encontrar nabo por lá. “A tradição era carregar a brasa em um nabo, como se fosse uma lanterna. Mas o nabo é duro, difícil de ser esculpido. Quando descobriram a abóbora nos Estados Unidos, todos trocaram, pois é muito mais fácil esculpir uma abóbora”, conta Sibéal.

Jack-o-lanterna | Abóboras de Halloween
Jack-o-lanterna | Abóboras de Halloween

Trick or Treat (Doçura ou Travessura)

Dizem que isso tudo começou com a população mais carente batendo na porta dos mais afortunados para conseguir alguma contribuição para que também celebrassem a data. Hoje, as crianças querem doces. A ideia é que os moradores ofereçam algum agrado, como balas e chocolates, quando baterem em sua porta (trick/doçura), caso contrário, precisam aceitar uma brincadeira (treat/travessura). “Quando eu era criança, tínhamos que dizer um poema, cantar uma música ou fazer uma dança para ganhar o nosso agrado, que poderia ser maçã, castanhas e até dinheiro”, lembra a diretora.

Trick or Treat | Doçura ou Travessura
Trick or Treat | Doçura ou Travessura – Foto by wfmj.com

Fantasias de Halloween

As fantasias surgiram com a necessidade de assustar os espíritos que visitariam esse mundo na noite de Halloween. Nas festas atuais, encontram-se as mais criativas maquiagem, roupas e acessórios. A decoração está por todas as partes da cidade, nas casas, nas ruas, nos estabelecimentos comerciais. Os pubs costumam servir bebidas diferenciadas nesse dia e tudo vira uma grande festa.

Fantasias de Halloween
Fantasias de Halloween

Brincadeiras de Halloween

Na noite de festa, o que não faltam são brincadeiras, cada região da Irlanda tem um jogo que é mais tradicional. Para as crianças, costuma-se colocar uma maçã pendurada com uma corda ou em uma bacia com água. Todos ficam com os olhos vendados e as mãos amarradas atrás das costas. O primeiro a conseguir dar uma mordida na maçã ganha um prêmio. As maçãs são associadas ao amor e à fertilidade.

Seda College Halloween Party

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.