AFS lança CCG Plataforma Virtual de aprendizado durante a crise

AFS lança CCG Plataforma Virtual de aprendizado durante a crise

No início de março, cerca de 7.000 estudantes tiveram que encurtar seus programas de estudos no exterior. O AFS, ONG internacional de intercâmbios, se reestruturou e implantou uma plataforma virtual de aprendizado para fornecer suporte contínuo de aprendizagem durante a crise. A ferramenta é uma edição especial do Certificado de Competência Global (CCG) do AFS.

Global Competence Certificate – 2020 Special Edition

O novo fórum do CCG registrou 60.000 interações nas primeiras semanas de operação. Até o momento, mais de 4.000 estudantes estão usando a ferramenta que o AFS disponibilizou sem nenhum custo.

The GCC Special Edition Impact

“O programa traz uma conscientização do nosso papel como indivíduos e futuros profissionais e da responsabilidade que todos temos na construção de uma comunicação mais tolerante, inclusiva e intercultural. Universidades americanas já adotaram o CCG como parte de seus currículos”, afirma Ana Castro, Gerente de Programas do AFS Intercultura Brasil.

O programa inclui conteúdo sobre como lidar com o cenário durante a crise, desenvolvimento de resiliência, como ser flexível e como conectar-se com diferentes culturas. O objetivo é ajudar os alunos a se tornarem cidadãos globais ativos em suas comunidades.

“Nada pode substituir a experiência da convivência com uma família em outro país. Mas a crise também apresenta uma oportunidade para ajudar os jovens continuar a aprender”, afirma Melissa Liles, diretora de envolvimento global do AFS Intercultural Programs. “Podemos ajudar nossos alunos a entender em tempo real o que significa ser um cidadão do mundo”.

O CCG já foi usado por mais de 10.000 universidades, estagiários e intercambistas em mais de 50 países para desenvolver habilidades interculturais e globais antes, durante e após os programas de intercâmbio.

“Ser um cidadão global ativo não é mais um conceito interessante, é uma necessidade urgente”, afirma Daniel Obst, Presidente e CEO do AFS Intercultural Programs.

Antes da crise, o AFS já havia pilotado uma versão do CCG para os alunos desenvolverem suas capacidades interculturais sem estudar no exterior e está pronto para expandir essa oferta para mais alunos agora.

Os estudantes interessados no CCG devem acessar o endereço deles clicando aqui.

Parte das informações contidas nesta publicação pertencem ao site do Agora Vale.

A missão e o espírito AFS nasceram em 1914 em meio à Primeira Guerra Mundial quando jovens idealistas se recusaram a participar de combates e entraram no campo de batalha como motoristas de ambulância para socorrer feridos, independente de sua nacionalidade ou cultura. Este mesmo trabalho foi retomado na Segunda Guerra Mundial. Após a guerra, um grupo de veteranos do AFS percebeu a necessidade de promover o entendimento e a irmandade internacional como forma de diminuir a intolerância entre os povos e escolheram que a melhor forma de fazer isso é por meio de experiências de imersão cultural. Assim, em 1947, surgia o AFS Intercultural Programs, hoje a maior organização de intercâmbio cultural do mundo. O AFS começou sua história no Brasil em 1956 e desde então já enviamos e recebemos cerca de 14.000 intercambistas, fizemos parcerias com cerca de 3.000 escolas e nos tornamos parte da vida de mais de 5.000 famílias hospedeiras. Hoje, o AFS Intercultura Brasil conta com quase 1.000 voluntários que formam uma rede de atuação em mais de 100 cidades do Brasil onde possibilitam a realização de nossos programas e desenvolvem as atividades que apoiam as experiências interculturais de todos os envolvidos.