6 países baratos para fazer intercâmbio de inglês

Você sabia que existem diversos países baratos para fazer intercâmbio de inglês? Sim! No entanto, geralmente, são destinos impopulares. Confira quais são os principais e tudo o que você precisa saber para economizar na sua viagem!

Com o avanço da vacinação pelo mundo e a abertura gradual das fronteiras, sabemos que, para muita gente, o sonho de fazer um intercâmbio de inglês está ainda mais perto. 

Para se ter uma ideia, uma pesquisa realizada pela Cialfo e publicada na Veja nos revela que 60% dos jovens que queriam estudar fora antes da pandemia continuam com os mesmos planos após a crise sanitária.

De modo geral, o intercâmbio, por si só, é uma viagem que exige não apenas preparação psicológica do estudante para se adaptar aos costumes e culturas de outros países, mas também um investimento expressivo.

Nesse cenário, não são poucos os alunos que buscam destinos mais baratos e pouco convencionais para conseguirem viver intensamente essa experiência sem grandes impactos financeiros. 

E isso é muito possível! Abaixo eu separei alguns dos países mais baratos para realizar um intercâmbio de inglês e todas as informações que você precisa. Continue com a sua leitura e confira!

1 – Malta

Imagem: Pixabay

Malta é um pequeno país localizado ao sul da Itália, ao centro do lindíssimo Mar Mediterrâneo. O arquipélago chama a atenção de turistas do mundo inteiro por suas belezas naturais, construções históricas e as atrações badaladas por toda a região. 

No entanto, algo que poucos sabem é que o país também oferece ótimas opções de intercâmbio de inglês. Embora o idioma oficial da ilha seja o Maltês, ela possui o inglês como segunda língua, o que facilita não apenas o aprendizado do aluno dentro da sala de aula, mas também na convivência com os habitantes locais. 

A moeda do país é o Euro, porém, mesmo com a cotação altíssima em relação ao real, ainda oferece um custo de vida baixo para os estudantes e pacotes de cursos extremamente baratos se comparados com outros destinos mais comuns de intercâmbio.

Vantagens de fazer um intercâmbio em Malta

  • Para intercâmbios de até 12 semanas, não é necessário visto;
  • Para intercâmbios com duração superior de 90 dias, é necessário visto e o estudante tem permissão de trabalhar na ilha;
  • O país oferece muitas possibilidades de turismo, dentre atrações culturais, belas paisagens e uma vida noturna badalada;
  • O clima é bastante agradável durante todo o ano.

Desvantagens de fazer um intercâmbio em Malta

  • Como o Maltês é a língua oficial do país, o aluno pode não ouvir 100% do tempo o inglês;
  • Assim como em qualquer outro país do mundo, o estudante precisa estar aberto para aprender a entender o sotaque;
  • É um país pequeno com poucos habitantes que, embora seja extremamente agitado no verão, proporciona um cotidiano mais calmo e sereno aos habitantes durante o resto do ano. 

2 – África do Sul

Imagem: Freepik

Se você busca por um destino barato e extremamente versátil, a África do Sul, com certeza, é para você. O país, localizado no continente africano, oferece uma série de possibilidades aos estudantes que se propõem a explorá-lo, desde os tradicionais safáris até as lindíssimas praias, cordilheiras, savanas e outras belezas naturais. 

Atualmente, a África do Sul possui 11 idiomas oficiais, dentre eles o inglês. Por essa razão, o país é multicultural e é possível encontrar pessoas de todo o canto do mundo. 

A moeda oficial do país é o Rand, que vale menos do que o real pela cotação atual. Além disso, o país também oferece um custo de vida barato e diversas opções de cursos bastante vantajosas financeiramente.

Vantagens de fazer um intercâmbio na África do Sul

  • População amistosa e acolhedora com estrangeiro;
  • Brasileiros que ficarão por até três meses no país não precisam de visto;
  • Clima semelhante ao Brasil, o que facilita a adaptação do aluno;
  • Passagens aéreas também mais baratas.

Desvantagens de fazer um intercâmbio na África do Sul

  • Como qualquer outra grande metrópole, a África do Sul também possui problemas estruturais, como segurança;
  • A desigualdade social é outro ponto negativo do país, que conta com cidades com índice de violência bastante semelhante a São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo.

3 – Filipinas

Imagem: Pixabay

Creio que as Filipinas, sem dúvidas, é um dos destinos mais diferentões da nossa lista. De modo geral, as Filipinas estão situadas ao sudeste do continente asiático e possuem cerca de 108 milhões de habitantes, possuindo o Filipino e o Inglês como idiomas oficiais do país. 

Embora as Filipinas tenham sido colonizadas pela Espanha, que manteve seu controle no país durante 300 anos, em 1898, após a Guerra Hispano-Americana, os Estados Unidos “ganhou” o controle das Filipinas e instalou o ensino norte-americano.

Por isso, atualmente, o país possui em suas expressões culturais e sociais diversas influências espanholas (como a gastronomia e a religião), no entanto, o idioma não é um deles, visto que nas escolas e no mercado de trabalho, o inglês é o mais utilizado e poucos filipinos, nos dias de hoje, têm domínio do espanhol.

Vantagens de fazer um intercâmbio nas Filipinas

  • A moeda oficial é o Peso filipino, que, atualmente, vale bem menos que o real brasileiro;
  • Clima semelhante ao do Brasil em grande parte do ano;
  • O custo de vida do país é barato;
  • É possível encontrar opções de curso bastante acessíveis;
  • O país oferece uma natureza paradisíaca e muitas opções de turismo;
  • É possível viajar muito barato para outros destinos exóticos próximos, como Tailândia, Bali, Camboja, Malásia e Indonésia;
  • Rica gastronomia, diversidade cultural e relacionamento amigável com os habitantes locais. 

Desvantagens de fazer um intercâmbio nas Filipinas

  • Não é dos destinos mais seguros, as grandes cidades se assemelham também a Rio e São Paulo;
  • Embora o inglês seja um dos idiomas oficiais, é comum escutá-los falando em Filipino;
  • Assim como no Brasil, o país sofre com a desigualdade social e a desvalorização. 

4 – Chipre

Imagem: Pexels

Achou que os destinos exóticos tinham acabado? Não! Chipre é um daqueles países que parecem que saíram diretamente dos folhetos das férias dos sonhos distribuídos por agências de turismo. 

Localizado ao leste do Mar Mediterrâneo, Chipre está situado na parte sul da Ilha de Chipre, que é dividida com a Turquia do lado norte. Embora os idiomas oficiais sejam o Grego e o Turco, o país foi colônia inglesa por cerca de 90 anos, o que desencadeou uma expressiva influência do idioma e, atualmente, estima que 80% da população fala inglês.

Com isso, Chipre se torna o destino perfeito para quem deseja aprender um novo idioma e curtir as paisagens paradisíacas da região gastando pouco.

Vantagens de fazer um intercâmbio em Chipre

  • A moeda local é o Euro, porém, o custo de vida é baixo;
  • Não é necessário visto para brasileiros que ficarão no país por até 90 dias;
  • As escolas de inglês são de altíssima qualidade e reconhecidas internacionalmente;
  • Povo acolhedor.

Desvantagens de fazer um intercâmbio em Chipre

  • Como visto, o idioma oficial não é o inglês, isso significa que, frequentemente, o estudante presenciará os habitantes conversando em grego ou turco;
  • Não é possível trabalhar legalmente em Chipre sem vistos específicos.

5 – Irlanda

Imagem: Pixabay

A Irlanda já é um destino muito comum de intercâmbio, porém, coloquei o país nesta lista porque, se comparado com Austrália, Estados Unidos, Nova Zelândia e Canadá, por exemplo, estudar na terrinha esmeralda, sem dúvidas, é muito mais barato.

Para se ter uma ideia, pacotes de cursos de inglês com duração de 24 semanas custam, em média, 12 mil reais. Quem já cotou em outros destinos sabe o quanto esse valor é em em conta. 

Se você deseja economizar ainda mais no seu intercâmbio, pode fugir um pouco de Dublin e optar por cidades pouco exploradas da Irlanda, como Cork, Limerick e Galway, que oferecem a mesma infraestrutura com um custo de vida mais acessível. 

Vantagens de fazer um intercâmbio na Irlanda

  • Belezas naturais;
  • Riqueza histórica e cultural;
  • Fácil acesso para viajar por outros países da Europa;
  • Com o visto de estudante, é possível trabalhar durante o intercâmbio;
  • Diversidade cultural.

Desvantagens de fazer um intercâmbio na Irlanda

  • Clima bastante diferente do Brasil, com longos períodos de chuvas e frio durante o ano;
  • Povo também diferente dos brasileiros e outros latino-americanos, com costumes mais conservadores e tradicionais;
  • O país é um dos principais destinos de intercâmbio, o que significa encontrar uma grande quantidade de brasileiros por lá. 

6 – Escócia

Imagem: Pixabay

A terrinha de Outlander não poderia estar fora da nossa lista. A Escócia é um país localizado ao noroeste da Europa e ao norte da Inglaterra, sendo uma nação constituinte do Reino Unido.

O idioma oficial é o Inglês, porém, é comum ouvir outros idiomas, como a língua gaélica escocesa e o escocês. A Escócia é conhecida por seus castelos centenários e as paisagens exuberantes, com montanhas verdes e rochosas.

Vantagens de fazer um intercâmbio na Escócia

  • Alta qualidade das escolas de inglês;
  • Fácil acesso a outros países da Europa;
  • A moeda oficial é a Libra esterlina que, embora seja mais valorizada em relação ao real, ainda é possível ter acesso a um custo de vida bastante atrativo.

Desvantagens de fazer um intercâmbio na Escócia

  • Clima bastante diferente em relação ao Brasil, com tempo frio e chuvoso;
  • Assim como na Irlanda, o povo escocês também é diferente dos latinos-americanos;
  • O sotaque escocês pode ser uma dificuldade para o aluno.

Outros destinos baratos para fazer um intercâmbio de inglês

Se nenhum desses destinos brilhou os seus olhos, não tem problema, pois há diversas outras regiões que podem te encantar e, ao mesmo tempo, serem generosas com suas finanças.

Na Austrália, por exemplo, viajar para as cidades de Perth, Adelaide e Cairns pode ser extremamente mais barato se comparado à Sydney e Melbourne. 

Nos Estados Unidos, você pode optar por cidades como San Diego, Auburn e Athens. Já no Canadá, Winnipeg, Victoria, Ottawa e Calgary podem ser ótimas opções para viver a experiência do intercâmbio intensamente gastando pouco.

O ideal é que você pesquise muito e escolha o destino não apenas pelo baixo custo, mas também que se adeque ao seu estilo de vida e aos seus objetivos durante o intercâmbio.