Assist card dá seis dicas para turistas de primeira viagem em tempos de pandemia

Em tempos de pandemia sigam essas dicas.

Realese
Realese

Para garantir uma viagem tranquila, segura e que permita aproveitar ao máximo a experiência, é necessário ter planejamento e informação. Dessa forma, os imprevistos podem ser contornados, e nada tira o foco dos momentos longe de casa. 

Para auxiliar os turistas de primeira viagem, a Assist Card preparou um guia com as principais informações a se considerar na hora de planejar a viagem. 

1- Orçamento: 

O primeiro passo para a organização da viagem é definir o quanto é possível gastar com ela. Dessa forma, é possível escolher o destino, meio de locomoção e forma de hospedagem mais adequados. 

2- Destino: 

Com o orçamento finalizado, é hora de escolher o destino. Nessa parte, é importante considerar a época do ano em que a viagem será realizada, clima, e também a pandemia. Caso seja um destino internacional, é importante checar as regras de entrada de estrangeiros e o controle sanitário. 

3- Locomoção e hospedagem: 

Para definir a melhor forma de locomoção, é importante considerar o orçamento e a distância do destino. Em viagens nacionais mais curtas, muitas vezes o ônibus é uma boa opção, considerando valor e conforto. Já para viagens internacionais, na hora de escolher um voo, é importante ficar atento às conexões, que podem alargar muito o tempo de deslocamento, ou até mesmo possuir exigências de documentação, conforme o país em que a escala for feita. Caso a viagem tenha mais de um destino, é possível comprar os voos internos com antecedência, para garantir um preço melhor ou, caso esse deslocamento seja feito de carro, é preciso checar a autorização internacional para dirigir. 

Além disso, vale sempre pesquisar bastante. Algumas plataformas digitais oferecem algumas facilidades. Soluções como a “Quero Passagem” e o “Guichê Virtual”, além dos bilhetes, oferecem preços diferenciados para a aquisição de seguro viagem. O mesmo vale para sites de busca como “123 milhas” e a “Viajanet”, para passagens aéreas. 

Já as opções de hospedagem são muitas. De aluguel de casas, hostels, hotéis ou até couch surfing. Para escolher a melhor opção, é necessário considerar o estilo de viagem e as comodidades desejáveis. 

4 – Documentação: 

Para viagens nacionais e alguns países da América do sul, o RG basta como documento de identificação, além de não ser necessário visto. 

Já para viagens internacionais, é imprescindível um passaporte com ao menos seis meses de validade, além do visto, que é a permissão de entrada no território. O Brasil possui acordos com diversos países para que o visto seja concedido já na imigração. Porém, em locais como os Estados Unidos, é necessário agendar com o consulado ainda no Brasil. 

Em decorrência da pandemia, os destinos possuem regras próprias de segurança sanitária, e é necessário comprovante de vacinação, teste PCR ou termos de saúde. Por isso, é importante analisar cada caso e buscar a informação no site oficial de turismo do país. 

5- Seguro-viagem: 

Além de ser obrigatório em alguns destinos, o seguro-viagem é essencial para fazer uma viagem tranquila, uma vez que oferece cobertura para problemas médicos e também para imprevistos, como cancelamento de voos, extravio de bagagem, perda de documentação etc. 

Ao escolher um seguro-viagem, é importante ficar atento a alguns pontos, como o valor de cobertura, formas de acionamento e atendimento e o que está incluído na apólice. 

Com a Assist Card, o viajante tem acesso a diversos serviços pelo aplicativo, além de facilidades como teleconsultas, cobertura de covid-19 e até seguro para mais de uma viagem em uma contratação única.  

6- Pandemia: 

Mesmo com o avanço da vacinação, o mundo ainda atravessa os desafios da pandemia, logo, as viagens precisam de alguns cuidados extras de segurança, assim como novas documentações e exigências de entrada. De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), 42% dos países ainda exigem teste PCR, muitos outros pedem comprovantes de vacinas específicas ou até mesmo quarentena. Então antes de viajar, é importante se informar nos canais oficiais do destino sobre as regras e restrições para garantir uma viagem segura e tranquila. 

Quando no destino, é imprescindível ficar atento às regras de segurança internas, como uso de máscaras, locais de circulação, etc. 

Com todos esses pontos definidos, já é possível fazer uma viagem mais segura e coberta contra imprevistos, que sempre podem acontecer. O importante é se prevenir, para que eles não estraguem as férias.

Sobre a ASSIST CARD

ASSIST CARD – pertencente a Starr Insurance Companies – é uma organização dedicada a fornecer assistência integral aos viajantes. Foi fundada em 1972, na Suíça e se expandiu rapidamente para todos os cinco continentes. Possui 74 postos de atendimento interligados, com tecnologia de ponta, garantindo atendimento ininterrupto – 24 horas por dia, 7 dias por semana – e em 16 idiomas para seus clientes. Possui uma ampla rede de prestadores em todo o mundo e tem capacidade de fornecer soluções e resposta imediata em mais de 190 países, resolvendo desde uma simples consulta médica até as mais complexas eventualidades como transferência médica, localização de bagagem, reserva de voos, entre outros serviços. VIAJE MAIS TRANQUILO! www.assistcard.com

Para mais informações, acesse:

Gostaria de deixar um comentário?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *