Estados Unidos: Conheça as cinco universidades da Ivy League que mais recebem estudantes internacionais

Tradicionais instituições dos EUA, Cornell, Dartmouth, UPenn, Yale e Princeton contam com vasta oferta acadêmica e generosas bolsas de estudos

cinco universidades da Ivy League que mais recebem estudantes internacionais
Cotação de Intercâmbio - Solicite Já!
cinco universidades da Ivy League que mais recebem estudantes internacionais

Todos os anos, dezenas de milhares de alunos participam dos disputados processos de admissão das universidades nos Estados Unidos. Em 2018, houve uma alta de 9,8% no número de brasileiros nos campi norte-americanos, comparado a 2017 e, desse total, 7,7 mil estavam na graduação, mostra o relatório Open Doors, divulgado pelo Instituto de Educação Internacional (IIE).

Estudar em uma das mais prestigiadas instituições que integram a Ivy League, grupo que reúne as oito mais tradicionais universidades dos EUA – Harvard University, Yale University, Princeton University, Brown University, Columbia University, University of Pennsylvania, Cornell University e Dartmouth College – além de encher os olhos, proporciona oportunidades por toda a vida. Por isso, a Crimson Education, consultoria educacional especializada em graduação nos Estados Unidos, Reino Unido e Canadá, relaciona as cinco universidades, do seleto grupo, que mais aceitam jovens de fora do país e suas ofertas de bolsas de estudos.

“As instituições almejam receber alunos que melhor combinem com seu ambiente, que possam contribuir positivamente com a comunidade universitária e que tenham o maior potencial para atingir sucesso e manter o prestígio da universidade, tanto durante a graduação quanto depois”, diz Laila Parada Worby, gerente da consultoria no Brasil. Entre as universidades da Ivy League, Princeton, Yale, Cornell, UPenn e Dartmouth se destacam por receberem mais estudantes estrangeiros, além da abundância de bolsas financeiras.

A histórica Princeton é conhecida pelos cursos de Matemática e Física, onde inclusive Albert Einstein deu aulas. Ela ocupa a 1ª posição no ranking das melhores universidades dos EUA, da US News de 2019 e contabiliza 5.428 alunos na graduação, sendo que 12% correspondem a matrículas internacionais. Entre os célebres ex-alunos, estão a ex-primeira dama dos EUA, Michelle Obama; Jeff Bezos, fundador da Amazon e o brasileiro Armínio Fraga, ex-presidente do Banco do Brasil.

Reconhecida por formar dramaturgos, poetas e oficiais da agência de inteligência americana (CIA), Yale recebeu, em 2018, mais de 30 mil candidaturas e admitiu apenas 6,31% deles. Ganhadora de três prêmios Oscar, a atriz Meryl Streep; a senadora e ex-primeira dama dos EUA, Hillary Clinton; e George W. Bush, ex-presidente norte-americano, são alguns dos notáveis nomes que já estudaram no campus, que possui 11% das vagas preenchidas por alunos internacionais.

Localizada em Ithaca, Nova York, Cornell também conta com cerca de 11% de jovens estrangeiros nas salas de aula, que são atraídos, principalmente, pelos cursos de Engenharia, considerados os mais bem ranqueados entre as universidades da Ivy League. Lá estudou Mae Jemison, astronauta e primeira mulher negra a viajar para o espaço.

Fundada por Benjamin Franklin, a University of Pennsylvania (UPenn) registra 10,6% de matrículas feitas por estudantes de fora do país e possui uma das melhores faculdades de Administração do mundo, a The Wharton School. No hall de ex-alunos, estão Elon Musk, bilionário sul africano e fundador da SpaceX e Tesla, e o engenheiro e CEO da Google – Sundar Pichai.

Referência em cursos relacionados as ciências, Dartmouth está localizada em Hanover, New Hampshire e disponibiliza 4.417 vagas na graduação, sendo que 9,8% são preenchidas por alunos estrangeiros. Já estudaram por lá a diretora e criadora de seriados como Grey’s Anatomy e Scandal, Shonda Rhimes; e James H. Newman, físico e astronauta americano.

Ofertas de bolsas generosas para alunos de fora do país

Para quem almeja estudar em uma universidade prestigiada da Ivy League, a palavra-chave para começar a preparação é: pesquisa. “ O custo de uma graduação nos EUA é alto, principalmente quando se trata de uma Ivy League. Se há a pretensão de contar com o auxílio de uma bolsa de estudos, um dos primeiros passos antes de iniciar a candidatura é avaliar bem as opções para entender se é viável pagar as mensalidades e o custo de vida, com recursos próprios ou se há qualificação para fazer o pedido”, conta Laila.

Princeton, Yale, Cornell, UPenn e Dartmouth estão entre as instituições que proporcionam os valores de bolsa mais abundantes para facilitar o acesso dos estudantes internacionais. O auxílio pode ser parcial ou integral, como em muitos casos, e são analisados fatores como a disponibilidade de bolsas da universidade, necessidade financeira do aluno e interesse da instituição no candidato.

Sobre a Crimson Education

Fundada em 2013, a consultoria educacional e internacional oferece suporte especializado na preparação de alunos para que sejam aceitos nas melhores universidades dos EUA e Reino Unido. Presente em 17 países, contabiliza mais de 950 aprovações nas 50 melhores universidades dos EUA nos últimos quatro anos.

Acesse o site:  www.crimsoneducation.org

    Assine nossa newsletter!

    Assine nossa newsletter e junte-se à outros 145 assinantes. Leia sobre a nossa Politica de Privacidade.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.