Intercâmbio no Canadá: Uma boa opção para quem deseja fazer um intercâmbio

Conheça as vantagens e oportunidades de escolher esse país.

Aprender um idioma diferente, investir na carreira profissional (seja para almejar um novo cargo e/ou até mesmo um novo emprego), realizar um sonho pessoal, conhecer novas culturas, enfim, estes são alguns dos objetivos das pessoas que pretendem fazer um intercâmbio. Não importa a idade, seja adolescente, adultos ou seniores, o importante é ter as metas estabelecidas e focar nos frutos que poderão ser colhidos com esta nova experiência.

Intercambistas em Vancouver - Canadá
Intercambistas em Vancouver – Canadá

Apesar de muitas pessoas pensarem que este sonho está longe de sua realidade, ledo engano, basta ter vontade e fazer um planejamento financeiro! Se o leitor ainda está na indecisão para onde ir, o Canadá é uma boa opção, além de oferecer grandes oportunidades para quem deseja realizar cursos de inglês (de curta a longa duração), high school (ensino médio), career college (cursos técnicos de seis meses  a dois anos de duração), college (graduação), pós-graduação e outros.

É um país multicultural que proporciona oportunidades para quem pretende, por exemplo, se especializar numa área, trabalhar e migrar para o país ou se aperfeiçoar e voltar para o mercado de trabalho brasileiro. 

De acordo com a última pesquisa divulgada em 2019 pela Belta – Brazilian Educational & Language Travel Association (entidade que reúne as principais agências de intercâmbio do Brasil) – o destino mais procurado é o Canadá. Há diversas razões para a escolha: o inglês sem sotaque; câmbio favorável; país multicultural; qualidade de vida; adoção de políticas que favorecem os estudantes internacionais; e facilidade no processo de residência permanente, desde que o candidato tenha qualificações que atendam o mercado canadense.  

Mas, não é só o câmbio que influencia a escolha. “Grande parte dos programas permite que os estudantes trabalhem por até 20 horas semanais de forma remunerada durante os estudos e full time (período integral) quando a parte acadêmica é finalizada, o que complementa o orçamento no final do mês”, diz a fundadora e CEO da Canada Intercambio, Rosa Maria Troes.

Cursos de inglês

A Canada Intercambio oferece programas específicos para crianças a partir de 5 anos de idade, jovens de 13 a 17 anos e até para maiores de 40 anos. Os programas de inglês de quatro semanas são os que têm maior procura, responsável por 36,3%, conforme a pesquisa da Belta. Já os de maior duração, 12 ou mais meses, correspondem por 21,1% e os de quatro a seis meses, por 17,4%. Essa é uma tendência que deve se manter nos próximos anos. Atualmente, o valor médio individual para um curso de inglês de quatro semanas gira em torno de CAD$ 2,300 mil com hospedagem em casa de família (homestay) e visitas a locais que deixaram muitas lembranças.

Há diversos cursos que podem ser realizados no Canadá, mas muitos estudantes e interessadas ficam confusos na hora de escolher qual seria melhor para sua carreira.  Para te ajudar, descrevemos alguns abaixo:

High School no Canadá

Com a globalização, a busca por high school no exterior está ganhando cada vez mais notoriedade e adeptos. “Com o objetivo de incrementar a carreira de seus filhos, os pais estão optando pagar por programas que tenham no mínimo um ano de duração. A maioria deseja que seus filhos continuem estudando no Canadá, cursando universidade ou college, para que possam enfrentar os desafios profissionais com mais estrutura seja de volta ao Brasil, no Canadá ou em outro país. Mas é importante lembrar que para cursar o high school, o aluno deve ter pelo menos o nível de inglês intermediário”, ressalta Rosa. 

Agora, o intercambista que pretende ficar mais tempo no país por um ano, recomenda-se que o aluno comece os estudos em setembro, que é o início do ano letivo canadense. Se for por semestre, pode optar por iniciar em fevereiro ou setembro. Além de oferecer milhares de oportunidades de estudos e empregos (para profissionais qualificados e com inglês), os cursos no Canadá são mais baratos – por ser dólar canadense – do que das demais moedas (dólar americano, euro e a libra).

Outra dica importante. Na hora da compra, é imprescindível optar por uma agência que seja credenciada à BELTA e que tenha escritórios físicos no Canadá (seja Vancouver, Toronto, Quebec, etc). “Muitos deixam de realizar os tão almejados sonhos, porque compraram gato por lebre”. Cada detalhe faz a diferença”, ressalta Rosa.

Busque mais informações sobre a idoneidade da empresa; se tem sede ou escritório com uma equipe que fale português para te auxiliar, quando necessitar; consulte o Reclame Aqui para ver os índices de relações e por fim, pesquise nas redes sociais as opiniões de ex-alunos sobre o atendimento da agência.

Fique atento também ao modelo de visto necessário para realizar seu intercâmbio. Pode ser de turismo, de estudo, estudo/trabalho ou ainda solicitar o eTA (permissão de entrada no Canadá quando o solicitante já possui o visto americano válido ou que tenha visitado o Canadá nos último 10 anos).

Career College, College ou University?

O que fazer depois de terminar um high school (ensino médio)? O próximo passo seria um Career College (curso vocacional ou técnico), uma faculdade (College) ou uma universidade (University). Para entender melhor, vamos explicar passo a passo.

Entenda a diferença de College, Career College e University. Numa tradução simples, Career College é considerado como um curso técnico (ou vocacional) de curta duração, muito parecido com os oferecidos pelo Senac, sabe? É importante ressaltar que o Career College oferece somente certificado e não um diploma.

Career College se diferencia das universidades por não funcionar como uma graduação formal. Na verdade, é mais voltado para o preparo de profissionais para trabalhos específicos. Sua duração é bem menor, quando comparado aos cursos de collegespois varia de seis meses a dois anos, enquanto as outras opções levam mais tempo para serem concluídas.

São ideais para quem deseja ganhar experiência de trabalho internacional e, em grande parte dos programas, é possível realizar um estágio remunerado durante o período do curso. Mas apenas o Career College com seis meses ou mais de estudo pode conceder o direito ao visto de trabalho (Work Permit). As condições variam de acordo com o curso e ou faculdade escolhido.

Há em torno de 10 mil cursos vocacionais em quase 130 faculdades e institutos em todo o país. Os pré-requisitos variam conforme o curso e a instituição de ensino escolhida; por isso é importante analisar essas informações previamente. Geralmente estão inclusas como exigências:

• Ensino médio completo;
• Comprovação do nível de inglês (em alguns casos a própria escola aplica um teste);
• Portfólio (nem sempre é necessário).

Existem diversos cursos disponíveis, em muitas áreas diferentes. No setor de administração, por exemplo, é possível realizar um curso de Business Communications, Business Dynamics ou International Business Management. Já na área de TI, que está em crescente expansão no país, é possível especializar-se em Web & Mobile Application Development, Advertising, Digital Marketing Specialist e Graphic Design. Se você trabalha na saúde, há o curso de Healthcare Assistant. Existem ainda opções também para hotelaria, moda e beleza, marketing, vendas e atendimento.

Colleges

Este programa seria o mesmo que uma faculdade no Brasil. São bem práticos, focados em estudo com estágio e é uma preparação mais rápida para o ingresso no mercado de trabalho. No geral, proporcionam diplomas, certificados e pós-graduação que podem durar de seis meses a três anos. Mas não pensem que o estudo no Canadá é simples e tranquilo. Pelo contrário, é bem puxado e, na maioria das vezes, o estudante não consegue trabalhar. São muitos trabalhos em grupo, provas e o nível de exigência é muito alto. Mas todo esforço tem uma recompensa. O Canadá está aberto para pessoas que realmente querem trabalhar e que tenham qualificação, além do inglês fluente.

Universidades

É o mais indicado para as pessoas que querem seguir com a carreira acadêmica com bacharelado, mestrado e doutorado. É bem puxado e o aluno fica período integral estudando. Estes cursos duram em média de três a quatro anos.

No Canadá, existem quase 100 universidades públicas e diversas particulares que, juntas, oferecem mais de 15 mil programas de estudos em níveis diferentes. Uma graduação no país pode custar de C$ 1.800 a C$ 20 mil ao ano. É bom lembrar que, mesmo na pública, o governo cobra taxas. O valor difere muito, porque são várias situações para serem avaliadas: se o estudante tem intensão de migrar para o Canadá ou se já é um migrante. Como diz o bom ditado: cada caso é um caso.

Estudo e trabalho no Canadá

A procura por modalidades de intercâmbio que combinam estudo e trabalho no Canadá tem aumentado bastante. Cursos que oferecem estágios remunerados nas áreas de negócios e tecnologia da informação são os mais requisitados. Mas, há outros com boas oportunidades de trabalho: hospitalidade; hotelaria; marketing; design e 3D; gastronomia; profissionais para trabalharem nas clínicas de repouso, entre outros.

Agora para trabalhar no Canadá é necessário que tenha permissão regulamentada pelo governo, ou seja, o Work Permit (WP) atrelada ao seu visto para conseguir um emprego. Esta permissão dará o direito a um documento conhecido como Social Insurance Number (SIN), como se fosse o número da carteira de trabalho do Brasil.

Não é uma tarefa fácil conseguir esta permissão. Entre os principais fatores que determinam se você terá direito ao visto de trabalho estão a acreditação da instituição que irá estudar e o tempo de estudo. O aluno que recebe o direito de trabalhar adquire o então chamado PGWP (Post Graduate Work Permit) que pode durar no máximo três anos. Caso o estudante seja casado, existe a permissão de trabalho para o cônjuge – OWP (Open Work Permit).

Confira algumas superdicas preparadas pela Canadá Intercâmbio.

Documentos

documentos canada
documentos canada

Entre os itens mais importantes para uma viagem para fora do país estão os documentos. O intercambista não pode esquecer, de maneira alguma: passaporte com visto; passagem de retorno ao Brasil; seguro viagem, formulário de matrícula da instituição de ensino em que se matriculou; carta de custódia – para menores viajando sozinhos –; autorização de viagem para menores; carta convite – em caso de visita a parentes ou amigos no país –;  e o Termo de Consentimento, obrigatório para todos os solicitantes. No caso de menores, o termo deverá ser assinado pelos pais.

Dinheiro

Formas de levar dinheiro para o Canadá
Formas de levar dinheiro para o Canadá

Fechada a lista de documentos, seguimos para as formas de levar dinheiro. Lembre-se no Canadá utiliza o dólar canadense, que, inclusive, é mais barato do que o dólar americano. No entanto, não é seguro andar com grande quantia. Neste caso, o melhor é usar o travel money – cartão de débito internacional – que permite o saque em qualquer banco. Mas, é preciso lembrar das “temidas taxas”, que podem variar de acordo com o dia. E, por fim, o cartão de crédito internacional. Essa opção permite que o intercambista possa fazer compras e pagar a fatura no próximo mês, porém, existe o IOF, o imposto sobre operações financeiras, cobrado por todas as compras realizadas. A dica da Canada Intercambio é sempre pensar em mais de uma opção e pesquisar qual delas se encaixa melhor no orçamento.

Bagagem

Bagagem o que levar
Bagagem o que levar

Para finalizar, o que levar na bagagem é sempre uma grande dúvida. Para voos internacionais, a maioria das empresas aéreas permite que sejam despachadas duas malas de até 32 kg cada e uma de mão de até 10kg. A melhor opção, nesse caso, é pesquisar qual empresa vai fazer o seu translado e conferir qual o peso e quantas malas é permitido levar. Já os itens da bagagem variam de acordo com o clima local. No caso do Canadá, o clima de lá também varia de acordo com a época do ano e a região escolhida para morar. Em Toronto, por exemplo, o inverno começa entre a segunda quinzena de dezembro até a primeira semana de janeiro e segue até março. Já nos meses de julho e agosto as temperaturas podem chegar a 40 graus.

“Uma sugestão da Canada Intercambio é fazer uma bagagem com roupas básicas para o início da viagem e depois adquirir outros itens para o dia a dia no próprio país. Isso vale, principalmente, para as roupas de inverno. O estudante pode levar algumas blusas e, ao chegar em seu destino, comprar as peças adequadas para enfrentar as temperaturas. Os preços são ótimos no país, principalmente, nos outlets”, diz Rosa.

Atendimento de saúde no Canadá

health care canada
health care canada

É importante que o intercambista conheça o funcionamento do sistema de saúde do país para onde está indo. O sistema canadense foi construído de forma que todos os pacientes sejam atendidos de maneira igualitária. Independentemente da classe social, todos os residentes do país são atendidos pelos mesmos hospitais, clínicas e médicos. Não há, como no Brasil, hospitais públicos e hospitais particulares. A saúde é pública – o que não significa de graça. Cada província tem seu sistema e suas regras. Nas consultas em clínicas, o paciente passará com um médico geral primeiro e, depois, se o mesmo julgar necessário, encaminhará para um especialista. Não tem como passar com um cardiologista na primeira ida, por exemplo.

No geral, os residentes do Canadá têm direito ao atendimento médico de rotina, exames, atendimento hospitalar, cirurgias e tratamentos. Porém, não estão inclusos na saúde pública serviços como fisioterapia, cuidados com a visão, terapias, saúde dental e medicamentos prescritos fora dos hospitais.

O intercambista que pretende permanecer por mais de seis meses no país, deve checar como funciona o sistema de saúde da sua província e fazer sua carteirinha se for o caso. Em Québec, por exemplo, é preciso procurar a RAMQ (Régie de l’Assurance Maladie du Québec), o conselho de saúde da província. O período de carência até receber a carteirinha é de três meses, nesse caso, você deve ter um seguro de viagem que dure pelo menos por esse período.

Nesse estado, o cartão se chama Carte Soleil e garante acesso a todos os hospitais e clínicas da província e o governo paga uma parte do valor dos medicamentos comprados.

Já em British Columbia, o tempo de espera é o mesmo, três meses, mas você aplicará para o MSP (Medical Services Plan – Plano de Serviços Médicos).

Sobre o Canadá

O Canadá é o segundo maior país do mundo, considerando-se a área total, atrás apenas da Rússia. Sua população, de cerca de 37 milhões de pessoas, está espalhada por dez províncias e territórios. 

Além de ser uma alternativa mais econômica frente ao real desvalorizado, o Canadá é reconhecido mundialmente por sua receptividade – apesar do frio – e pelos vultosos investimentos em educação. “Há toda uma infraestrutura para os estudantes. Você tem saúde, segurança, transporte e um respeito muito forte à dignidade das pessoas”, afirma Rosa.

O país oferece mais de 10 mil programas de graduação e pós em 96 universidades públicas e privadas. Além disso, há inúmeras escolas de idiomas e de cursos técnicos que oferecem oportunidades de intercâmbio no Canadá.

Sobre a Canada Intercambio

Fundada em 2003, a Canada Intercambio é a maior agência de intercâmbio e imigração para o Canadá operando no Brasil. Especializada em atender brasileiros que querem imigrar, estudar, trabalhar ou passar as férias aprendendo algo novo no país. Líder em educação e imigração para o Canadá, é uma empresa canadense fundada por brasileiros e para brasileiros, com o objetivo de orientá-los, acompanhá-los e fazer da sua experiência no Canadá um momento incrível.

Com matriz na cidade de Vancouver e outra unidade de atendimento ao aluno em Toronto, a Canada Intercambio conta com 11 agências espalhadas pelo Brasil.

Acesse o site : http://www.canadaintercambio.com/

    Assine nossa newsletter!

    Assine nossa newsletter e junte-se à outros 1.548 assinantes. Leia sobre a nossa Politica de Privacidade.