PodCast para aprender idiomas, a evolução do aprendizado na quarentena?

Aprender um novo idioma é a ferramenta essencial segundo Wagner Domingues, diretor da English Live Brasil

PodCast para aprender idiomas, a evolução do aprendizado na quarentena?
PodCast para aprender idiomas | Foto by ringcentral.co.uk

A quarentena mudou a vida de muitas pessoas. Algumas estão com mais tempo e outras ainda estão tentando se entender com a nova rotina. Apesar de muita coisa estar diferente, uma não mudou: buscar aperfeiçoamento e capacitação continua sendo diferencial para atuar no mercado de trabalho.

Ainda mais em época de pandemia, em que muitos estão perdendo seus empregos, ou ainda trabalhando em caráter home office, com mais tempo disponível, o estudo é ferramenta essencial para se destacar no mercado cada vez mais competitivo e exigente, e estar preparado quando tudo isso passar. Por isso, a busca para aprender ou aperfeiçoar o novo idioma é foco de muitos neste momento. Acompanhe a entrevista com o Diretor de Pessoas da English Live Brasil e América Latina, Wagner Domingues.

Confira a entrevista do Wagner Domingues ao Mundo RH, assine o canal:

Sobre a English Live

A English Live é uma das escolas de inglês online mais conhecidos no Brasil. Criada em 1996 como Englishtown, a escola chamou atenção do grupo suíço EF Education First, que já atuava há algumas décadas no ensino presencial de idiomas — inclusive por meio de intercâmbios.

A EF apoiou o projeto e intensificou o desenvolvimento de tecnologia até que, em 2016, a Englishtown foi rebatizada de EF English Live. Hoje, ela tem cerca de 170 mil alunos.

Sua metodologia está dividida em 16 níveis, baseada no Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas (ou CEFR — Common European Framework of Reference for Languages).

Eles estão classificados em iniciante, básico, intermediário, pós-intermediário, avançado e pós-avançado. A cada bloco de 6 unidades concluídas, o estudante realiza uma prova. Caso seja aprovado, ele recebe um diploma de nível que pode ser compartilhado até mesmo no Linkedin.

Parte das informações contidas nesta publicação pertencem ao site da Mundo RH.

Para mais informações, acesse:

Assine nossa newsletter!

Assine nossa newsletter e junte-se à outros 1.546 assinantes. Leia sobre a nossa Politica de Privacidade.