Conheça vagas de emprego em Portugal pelo programa de apoio financeiro para emigrantes

Confira as vagas que estão disponíveis e quais são os requisitos necessários.

Conheça vagas de emprego em Portugal pelo programa de apoio financeiro para emigrantes foto by http://www.ipav.pt/

Enquanto o mercado de trabalho brasileiro está com o desemprego em níveis altos, esse mercado no exterior está em ascensão. Dessa forma, para quem deseja um emprego fora do país, esse momento de retomada da economia é o ideal. Existem vagas de emprego em Portugal.

Portugal sempre foi um dos destinos preferidos dos brasileiros quando estes escolhem morar ou trabalhar na Europa. Pois, além da facilidade da mesma língua, o país busca por estudantes e trabalhadores qualificados para atuarem em seu mercado de trabalho.

Assim, se você não é poliglota ou busca por uma oportunidade de trabalho em língua portuguesa, Portugal é o destino ideal.  Além disso, após conseguir um emprego em Portugal você pode solicitar um apoio para o governo. Afinal, esse governo criou um programa de emprego que dá uma ajuda de custo.

Esse programa se chama Medida de Apoio ao Regresso de Emigrantes a Portugal e funciona, principalmente, em cidades menores. Como é o caso da cidade de Castelo Branco em que estão sobrando milhares de vagas e não há ninguém para ocupá-las.

Se você tem interesse em trabalhar em Portugal, conheça algumas das vagas ofertadas e como fazer para se cadastrar. Assim como se quer saber mais sobre como a Medida de Apoio ao Regresso de Emigrantes opera, continue com a leitura desse artigo.

Vagas disponíveis em Portugal para quem não possui graduação

Há inúmeras vagas de emprego em Portugal para diversos níveis de escolaridade. No entanto, a maior oferta de vagas é para quem não possui graduação. Dessa forma, um plano pode ser trabalhar no país e começar sua graduação por lá mesmo.

As vagas para quem não possui graduação são mais operacionais, mas, você poderá tentar inscrever-se na Medida de Apoio ao Regresso de Emigrantes com esse emprego.

A maioria das vagas para a capital Lisboa é de Empregado dos Centros de Chamada (telemarketing), mas você pode encontrar essa oferta de emprego em Porto também.

Outra profissão disponível para quem não possui graduação é de Empregador de Mesa (garçom) em diversas cidades como Porto, Coimbra, Setubal, Abrantes entre outras.

Na região de Lisboa, também há mais de 40 vagas de emprego de Vendedor em Loja.  Assim como empregos de Pedreiro, Soldador, Pintor e Instalador de Ar Condicionado.

Em qualquer uma dessas profissões, não se exige formação especifica. Mas você precisa possuir boa comunicação oral e escrita, além de relacionar-se bem em grupo.

Você pode verificar as mais de 8000 vagas de emprego no site da IEFP. Mas não se esqueça de filtrar em “ofertas de emprego” e escolher a região e escolaridade que você possui para encontrar as vagas. Além de você também poder procurar por uma profissão específica na barra de pesquisa.

Após encontrar a vaga de emprego que te interessa, você deve clicar em “candidatar-se a esta oferta”. Se você não tiver login, você será direcionado para a página de registro em que deverá cadastrar o seu NISS.

O que é a Medida de Apoio ao Regresso de Emigrantes?

O governo português criou no dia 5 de julho de 2019 a Medida de Apoio ao Regresso de Emigrantes. Esse programa, que já sofreu algumas alterações desde sua criação, concede apoio financeiro aos emigrantes ou aos familiares desses imigrantes com a condição de que eles trabalhem no país.

No entanto, há algumas condições para que o emigrante consiga esse apoio. Em primeiro lugar, ele deve ter residido de forma permanente e com atividade remunerada em um país estrangeiro por, pelo menos, doze meses. Também, o familiar do emigrante precisa ter residido em um país estrangeiro por mais de doze meses.

Além disso, há algumas condições obrigatórias como:

  • O emigrante precisa iniciar sua atividade laboral em Portugal dentre as datas de 1 de janeiro de 2019 e 31 de dezembro de 2023. De maneira que possua um contrato de trabalho ou possua sua própria empresa;
  • A saída de Portugal aconteceu até 31 de dezembro de 2015;
  • A situação contributiva e tributária esteja regularizada;
  • Não tenha nenhum problema de não cumprir os requisitos e diretrizes dos apoios financeiros concedidos pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional.

Caso você siga todos esses requisitos e tenha se interessado no programa, você deve buscar por fazer sua candidatura.

Como candidatar-se para essa medida?

Você fará todo o processo de candidatura por meio da internet. Ou seja, você deverá submeter eletronicamente a sua candidatura com uma lista de documentos obrigatórios pelo portal iefponline até 1 de março de 2024.

Dentre os documentos que o IEFP exige, estão:

  • Documento que comprove a situação de emigrante sua e de seu familiar que tenha sido emitido por autoridade diplomática ou consular portuguesa;
  • Se você vai candidatar-se com base em seu trabalho, precisa de uma cópia do contrato de trabalho;
  • Caso você seja empresário ou autônomo, precisa apresentar uma cópia de declaração de início de atividade ou certidão permanente;
  • Declaração de não dívida ou uma autorização de consulta online da situação contributiva. E isso perante a Autoridade Tributária e Aduaneira e a Segurança Social.

Para conferir mais informações sobre a Medida de Apoio ao Regresso de Emigrantes, leia atentamente o site do IEFP. Se você gostou dessas informações sobre vaga de emprego em Portugal e quer conhecer outras opções, confira nossa seção exclusiva sobre o tema aqui no Canal do Intercâmbio.

Para mais informações, acesse:

Gostaria de deixar um comentário?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *