Há algum tempo, os  estudantes brasileiros estão buscando destinos alternativos para aprenderem um novo idioma ao mesmo tempo que podem conseguir um emprego no exterior, como é o caso de Dubai

A cidade extremamente diversificada, em que 85% da população é imigrante, faz parte dos Emirados Árabes Unidos, país do Médio Oriente, e chama a atenção de todo o planeta pelos seus “maiores do mundo”. Sim, Dubai é uma casa de “quebra recordes”.

Você sabia que a maior ilha artificial do mundo fica em Dubai? Chamada de Palm Jumeirah, ela é composta por faixas de areias que formam uma palmeira vista de cima, abrigando uma série de construções extremamente elegantes e luxuosas. 

Outra curiosidade? As ilhas artificiais de Dubai podem ser vistas do espaço, de acordo com uma foto publicada em 2014 pelos astronautas a bordo da Estação Espacial (ISS).

No entanto, não apenas de ilhas artificiais vive a cidade. Dubai também possui um dos maiores metrôs sem maquinistas do mundo, com 74,6 km de extensão, o edifício mais alto do mundo, chamado de Burj Khalifa, o maior shopping do mundo (The Dubai Mall), o elevador mais rápido do mundo e por aí vai. Ao todo, Dubai já quebrou mais de 100 recordes mundiais.

Com esse cenário, já é de se imaginar que Dubai não seja apenas um destino lindíssimo e bastante curioso para se visitar, mas também uma cidade que está em constante desenvolvimento e, por isso, oferece muitas oportunidades para estrangeiros. 

Para se ter uma ideia, apenas em 2021, Dubai recebeu mais de 7 milhões de turistas internacionais, um aumento de 32% se comparado a 2020. Segundo dados da Embaixada do Brasil em Abu Dhabi, atualmente, cerca de 5 mil brasileiros vivem nos Emirados Árabes Unidos. 

Quais são as regras para trabalhar em Dubai?

Existem algumas formas de trabalhar legalmente em Dubai. A principal delas, sem dúvidas, é o visto de estudante. Para tal, é necessário estar matriculado em um curso com duração superior a três meses (12 semanas). 

Diferentemente de outros destinos comuns de intercâmbio de estudos e trabalho (como a Austrália), o estudante não tem limites de horas para trabalhar, no entanto, é preciso garantir o bom desempenho no curso e impedir que os horários de trabalho conflitem com a grade da escola. 

Outro ponto bastante positivo é que o processo de solicitação do visto é simples, em que é exigido do estudante apenas a cópia do passaporte, seguro viagem pelo período da estadia (em caso de renovação do visto, é preciso se atentar na extensão do seguro), formulário da escola, foto 3×4 digitalizada e comprovante de pagamento da taxa do visto (que custa aproximadamente US$ 340).

Outra maneira de conseguir um emprego em Dubai, sem dúvidas, é pelo visto de trabalho, no entanto, ele é um pouco mais complicado, isso porque depende de uma série de fatores e, principalmente, uma oferta de contrato de longa duração. Para isso, normalmente, as empresas exigem proficiência no inglês e outras competências específicas. 

Uma curiosidade de qualquer estudante que deseja trabalhar no exterior é o salário mínimo do destino. A moeda oficial de Dubai é a Dirham dos Emirados Árabes Unidos, que é bastante semelhante ao real na cotação atual (cerca de R$ 1,30). Atualmente, o salário mínimo é de AED 4.810, o que equivale a cerca de US$ 1.300 ou R$ 5.900. 

Quais são os principais empregos disponíveis para brasileiros?

Como todo e qualquer destino turístico, Dubai é extremamente badalada, então é de se esperar que áreas de facilities, como garçonete, atendente, barista e bartender estejam muito em alta e sempre em busca de novos trabalhadores. Essas oportunidades, geralmente, não exigem alto nível de inglês ou árabe.

É necessário saber qual idioma para trabalhar em Dubai?

Sim e não. Sabemos que o idioma oficial de Dubai é o árabe, porém, como citado, a cidade é multicultural, o que significa que grande parte da população fala inglês. 

Nesse cenário, quanto mais conhecimento o estudante tiver no inglês e, até mesmo, no próprio árabe, mais chances ele tem de conseguir um emprego rápido e com mais facilidade ele vai se acostumar com o destino. 

No entanto, isso não é um impeditivo para fazer um intercâmbio na cidade, pois, mesmo sem o conhecimento avançado no idioma, é possível se “virar” com facilidade e conseguir ótimas oportunidades. 

Principais dicas para conseguir emprego em Dubai

Algumas dicas podem te ajudar a conseguir um emprego em Dubai no visto de estudante, como:

  • Tenha a mente aberta: provavelmente, você trabalhará com ocupações diferentes das que atua hoje no Brasil. Esteja aberto para aprender e curtir essa nova fase da sua vida;
  • Prepare um currículo “forte”: pesquise muito bem qual é o padrão de Dubai e quais são as informações mais importantes a se ter no currículo. Não deixe de sempre revisar o seu CV, garantindo que colocou as informações corretas de contato. Não esqueça que o currículo deve estar em inglês;
  • Fique atento aos principais sites utilizados: alguns sites podem te ajudar nessa busca, como: Khaleej Times, Dubizzle, Naukrigulf, Indeed e Laimoon;
  • O “QI” e o “boca a boca” sempre serão os mais fortes: por fim, não importa se você está o Brasil, na Austrália, na Noruega ou em Dubai, o “Quem Indica” sempre terá um peso enorme na contratação de novas pessoas em uma empresa, por isso, não deixe de fazer amizades. Além disso, não dependa apenas dos sites para encontrar vagas, saia na rua com o currículo para entregar nos estabelecimentos, isso pode te abrir ótimas oportunidades.

Além disso, acompanhe a nossa página sobre vagas de emprego nos Emirados Árabes Unidos para encontrar novas propostas.

Outra dica valiosa é: se você deseja contar com a ajuda de uma agência de intercâmbio, não deixe de verificar se ela possui o Selo Belta, um reconhecimento da Associação Brasileira de Agências de Intercâmbio (Belta) de que se trata de uma empresa idônea e qualificada para cuidar da sua viagem.

Jornalista e profissional de Marketing Digital por formação, curiosa e apaixonada por passeios e viagens por opção, Dayanne tem no seu coração o desejo de conhecer cada pedacinho desse mundo.