Intercâmbio na Inglaterra: Tudo que você precisa saber antes de visitar

Fazer intercâmbio na Inglaterra é uma das opções preferidas para aprender inglês entre os brasileiros. Veja algumas dicas bacanas. Clique e Confira!

Fazer intercâmbio na Inglaterra é uma das opções preferidas para aprender inglês entre os brasileiros. O Departamento de Imigração do Reino Unido apontou que o Brasil é o segundo país com mais estudantes na Inglaterra, perdendo somente para os Estados Unidos.

Inglaterra
Inglaterra

Os motivos para isso são diversos: pontos turísticos, cultura, as particularidades do inglês britânico e muito mais.

Para não passar sufoco em um país desconhecido, é necessário planejar muito bem seu intercâmbio na Inglaterra antes mesmo de viajar de fato.

Nesse texto, você vai descobrir tudo sobre intercâmbio na Inglaterra, desde como tirar o visto até os melhores pontos turísticos do país e as melhores cidades para se hospedar. Vamos lá?

O primeiro passo

Antes de mais nada, é preciso descobrir porquê você quer fazer um intercâmbio na Inglaterra.

Por exemplo, se você pretende estudar lá, é preciso buscar agências de intercâmbio na Inglaterra que tenham bons convênios com instituições de ensino local. Nesse caso, você também precisa avaliar o que é melhor, fazer o ensino médio, uma faculdade, cursos de idiomas ou profissionalizantes no país.

Essa decisão é importante porque irá implicar diretamente no seu tipo de visto e nas documentações necessárias para entrar na Inglaterra.

Como funciona o visto?

Se você optar por um visto de turista ou de estudante por até 6 meses de duração, ele só será concedido quando você chegar no aeroporto. Para períodos maiores, é necessário solicitar o documento antes de sair do país.

Visto Inglaterra
Visto Inglaterra

Haverá uma entrevista com a imigração para saber o porquê da sua viagem e conferir se a documentação está correta. A documentação irá mudar dependendo do seu tipo de visto.
Visto de turista ou estudante por até 6 meses
Para vistos de turismo ou estudantis de até 6 meses, você vai precisar de:

  • Passaporte com mais de 6 meses de validade;
  • Passagem de retorno para o Brasil;
  • Carta da instituição de ensino ou convite;
  • Comprovante de hospedagem;
  • Comprovante de renda;
  • Comprovante de vínculos com o Brasil, como contas no seu nome, por exemplo.

Quando chegar no dia da viagem, deixe esses documentos na bagagem de mão. Assim, ele estarão em um lugar fácil sempre que você precisar deles. Se esquecê-los na bagagem que for despachada, você só poderá pegar a documentação quando a sua mala passar pela imigração.

Você também vai precisar comprovar que tem condições financeiras de permanecer no país no período que pretende fazer o intercâmbio na Inglaterra.

Uma boa quantia é ter 75 libras esterlinas por dia (R$ 430,95 Real brasileiro). Esse valor não precisa ser em dinheiro vivo. Ele pode ser aplicado em uma conta corrente internacional ou em cartões pré-pagos. O importante é ter uma maneira de tirar o extrato e apresentar para o agente da imigração.

Falando nele, é o agente da imigração que irá decidir se você pode receber o visto e qual é o melhor tipo para a sua viagem. É importante lembrar que não é possível trocar de visto na Inglaterra. Então, se você precisar dessa troca, terá que voltar ao Brasil e fazer a solicitação novamente.

Como já mencionamos, o visto de turista é válido por no máximo 6 meses. Caso você permaneça na Inglaterra por esse período completo e quiser voltar ao país, terá que esperar um ano. Se seu intercâmbio na Inglaterra durar menos tempo, o período para voltar é menor.

A imigração britânica não tem o costume de carimbar os passaportes. Por isso, é importante guardar o bilhete do avião para comprovar quanto tempo durou seu intercâmbio na Inglaterra e que seu visto não expirou.

Se você quiser voltar para a Inglaterra depois de um tempo para visitar o país novamente, terá que passar na imigração para reaver seu visto.

Visto de estudante por mais de 6 meses

Caso você precise de um visto de estudante, mas precisa ficar mais do que 6 meses no seu intercâmbio na Inglaterra, terá que fazer um processo diferente.

O ideal é planejar isso antes de marcar a sua viagem, pois não é tão simples conseguir o visto. Primeiro, você precisa ir ao Consulado Britânico no Brasil e pedir a extensão. Também é preciso comprovar que alguma instituição de ensino te aceitou como aluno.

Feito isso, você vai precisar pagar uma taxa para utilizar o sistema de saúde britânico, conhecido como Health Surcharge. Ele custa 200 libras esterlinas (R$ 1.149,74 Real brasileiro)para vistos de um ano, mas estudantes pagam 150 libras esterlinas (R$ 861,79 Real brasileiro).

O visto de um ano será liberado apenas se você se matricular num curso de período integral, o que significa que esse tipo de visto não permite que você estude e trabalhe ao mesmo tempo.

Nesses casos, os tipos de visto são:

  • Estudante por ponto tier 4
  • Estudante visitante por até 6 meses
  • Estudante visitante por até 11 meses

O que estudar no intercâmbio na Inglaterra?

São diversas opções de cursos, como cursos de idiomas, profissionalizantes, graduação e pós-graduação.

Cursos profissionalizantes

Os cursos profissionalizantes ou técnicos são chamados de Further Education. Lá, eles são divididos em dois tipos: Vocational Courses e Academic Courses.

A primeira opção funciona como se fosse um curso que te prepara para o mercado de trabalho que você deseja ingressar, como chef de cozinha, por exemplo. Já a segunda é mais focada em formar pesquisadores, focando bastante em desenvolvimento analítico e conhecimento teórico, independente da área escolhida.

Para ingressar nos cursos profissionalizantes, é necessário ter pelo menos o segundo grau completo e inglês avançado comprovado com certificação.

Esse tipo de curso permite que você trabalhe por 10 horas semanais enquanto estiver estudando e em período integral nas férias.

Cursos de idiomas

Os cursos de inglês são perfeitos para quem está em busca de ter ótimas notas nos certificados, como Cambridge, IELTS, TOEFL e TOEIC.

Você não precisa ter um nível específico de inglês para fazer cursos de idiomas no seu intercâmbio na Inglaterra. Algumas instituições fazem testes para colocar o aluno no nível que mais se adequa ao seu conhecimento.

Graduação e pós-graduação

Falando primeiro da graduação, é necessário possuir um certificado de inglês para entrar em uma universidade britânica. A maioria delas pede o IELTS ou Cambridge.

Os cursos são divididos em modalidades e cada uma delas possui um tipo de certificação e uma duração diferente:

  • Certificado: um ano
  • Diploma: dois anos
  • Graduação e Bacharelado: três a quatro anos
  • Pós-graduação: um ano, ou dois semestres

Na pós-graduação, além do certificado de inglês, você também precisa comprovar sua experiência na área e fazer testes de aptidão antes de ser aceito na universidade.

Onde se hospedar no intercâmbio na Inglaterra?

Obviamente, Londres é sempre a primeira opção. Além de ser a capital do país, a cidade conta com 8 milhões de habitantes e é o centro financeiro e cultural da Inglaterra. Lá também ficam localizadas grande parte das escolas de idioma e universidades.

Por essas e outras, Londres é uma ótima cidade para se hospedar durante o intercâmbio na Inglaterra, mas não é a mais barata.

Sendo assim, fizemos uma lista com cidades mais em conta para você conseguir aproveitar tudo que um intercâmbio na Inglaterra tem a oferecer, mas pagando menos. Confira!

Bournemouth
Bournemouth
Bournemouth

A cidade possui diversas escolas que oferecem cursos para intercambistas, como um custo de vida 50% menor do que em Londres.

Bournemouth possui aproximadamente 380 mil habitantes e está localizada a 170km da capital. Para quem adora uma praia, ela é a cidade perfeita. Tem uma orla linda e belíssimas paisagens.

Outro benefício são as diversas opções de passeio, que geralmente não demandam um gasto muito grande com transporte. Você pode visitar pubs, bares, clubes, jardins, praças com passeio de balão e muitos outros pontos turísticos bem legais.

Manchester
Manchester
Manchester

Se você é daqueles que preferem algo mais urbano, Manchester também é uma opção mais em conta do que Londres, tendo o aluguel de apartamentos 20% mais baratos do que a capital.
A 321km de Londres, Manchester também tem tudo que uma capital famosa possui. Com aproximadamente 3,6 milhões de habitantes, também é um centro financeiro importante para o país, perfeito para quem quer fazer intercâmbio na Inglaterra de olho nas oportunidades de trabalho.

Você também pode conhecer um pouco mais da cultura inglesa visitando os museus da cidade. A melhor parte é que a maioria deles têm entrada gratuita!

Northampton
Northampton
Northampton

O aluguel é um pouquinho mais alto do que as cidades mencionadas no texto, mas mesmo assim Northampton é uma das cidades mais em conta para ficar durante o intercâmbio na Inglaterra.

Isso porque o custo de vida na cidade gira em torno de 10 libras esterlinas (57,53 Real brasileiro) e a tarifa de transporte custa 2,23 em euros (R$ 11,19 Real brasileiro). Para quem gosta de cozinhar, a viagem pode ficar ainda mais barata.

Northampton fica já 111km de Londres e tem cerca de 220 mil habitantes. A cidade é mais calma e os moradores preservam bastante a natureza. É indicado para quem quer estar perto das cidades grandes, mas que também não quer deixar a tranquilidade de lado.

Birmingham
Birmingham
Birmingham

Se você gosta de uma cidade mais agitada, mas não quer gastar tanto quanto em Londres, Birmingham pode ser uma ótima opção.

Ela é a segunda maior cidade da Inglaterra e é sede de diversas conferências e eventos conhecidos mundialmente.

O aluguel e custo de vida é mais baixo do que em Londres, custando por volta de 22 libras esterlinas por dia (R$ 126,48 Real brasileiro) em um quarto.

Oxford
Oxford
Oxford

Caso você for fazer um curso universitário no intercâmbio na Inglaterra, Oxford precisa estar entre as suas opções.

Além de sediar uma das melhores universidades do mundo, a cidade fica há uma hora de distância de Londres, só que com um aluguel 600 libras esterlinas (R$ 3.448,46 Real brasileiro) mais barato do que a capital.

Não apenas da universidade vive Oxford, como também de museus, bibliotecas, teatros, galerias e parques.

Com cerca de 130 mil habitantes, a maioria das pessoas que vivem na cidade são universitário, causando uma vida noturna bem agitada.

Cambridge
Cambridge
Cambridge

Cambridge é outro ótimo destino para quem pretende fazer uma graduação no intercâmbio na Inglaterra, pois também tem uma das universidades mais renomadas do mundo localizada na cidade.

Lá, o aluguel é mais barato do que em Oxford e você tem a possibilidade de estudar e trabalhar em Londres, devido a curta distância de 80km entre as cidades.

Canterbury
Canterbury
Canterbury

O visual da cidade vai fazer você se sentir na era medieval! Bem típica da Inglaterra Canterbury possui uma arquitetura cheia de igrejas e prédios antigos, além dos parques cheios de árvore, trazendo mais tranquilidade ao dia a dia de qualquer pessoa.

O custo de vida é mais barato do que em Londres em todos os aspectos: moradia, transporte e alimentação. Além disso, a cidade fica há uma hora de trem da capital e também fica próxima de praias e florestas. Completamente sem defeitos!

Brighton
Brighton
Brighton

A cidade é conhecida como mini Londres justamente por suas características semelhantes. Ela possui diversos bares, pubs e restaurantes, com a diferença de ser mais calma e barata do que a capital.

Com 250 mil habitantes, a cidade é litorânea e conta com ótimos centros de ensino, sendo uma das cidades mais procuradas por intercambistas de todos os países.

Liverpool
Liverpool
Liverpool

O aluguel em Liverpool é 100 libras esterlinas (R$ 575,36 Real brasileiro) mais barato do que a capital londrina. Além disso, Liverpool é uma cidade muito buscada por intercambistas brasileiros devido ao clima no verão ser parecido com o clima brasileiro.

A cidade possui aproximadamente 460 mil habitantes e fica há 340km de distância de Londres. Como não poderia deixar de ser, a cidade natal dos Beatles tem diversos bares, clubes, restaurantes, museus, estádios e é bem badalada. O destino perfeito para quem gosta de esportes e boa música.

Bristol
Bristol
Bristol

Bristol tem muitos pontos turísticos, culturais e divertidos, além de muitas opções de estudo para intercambistas.

Lá, você vai encontrar várias casas de shows, pubs, museus, shoppings, bares e restaurantes.

Outra vantagem é a possibilidade enorme de praticar inglês não só com pessoas nativas, como também do mundo todo. O melhor de tudo é que essa cidade bem acolhedora com intercambistas é mais barata que a capital, oferecendo experiências semelhantes.

Melhores pontos turísticos

Big Ben
Big Ben
Big Ben

Não tem como não pensar na Inglaterra e não lembrar do Big Ben. O monumento foi construído em homenagem a Sir Benjamin Hall, que era conhecido por esse apelido por ter uma estrutura física muito parecida com o grande relógio.

O ponto turístico fica localizado no palácio de Westminster, em Londres, dentro da estrutura Elizabeth Tower. É importante informar que o Big Ben em si é apenas o sino do palácio e não ele por completo.

Estádio Old Trafford
Estadio Old Trafford
Estadio Old Trafford

Conhecido pelos torcedores fanáticos como o teatro dos sonhos, o estádio Old Trafford é um dos cinco monumentos futebolísticos mais importantes do mundo. Além disso, vale muito a visita para conhecer um pouco mais da cultura, tradição e história britânica.

Lar do Manchester United, o estádio centenário tem grande participação na transformação da cidade de Manchester em uma metrópole mundial.

London Eye
London Eye
London Eye

Na tradução literal, os Olhos de Londres são um dos pontos turísticos obrigatórios da capital inglesa.

Também conhecida como Roda do Milênio, a roda gigante mais famosa do mundo tem uma vista completa do alto da cidade e é apaixonante para quem não tem medo de altura.

Radio City Tower
Radio City Tower
Radio City Tower

Mais uma atração para quem não tem medo de altura, dessa vez na cidade dos Beatles: Liverpool.

A Radio City Tower é uma torre de observação que também tem uma rádio, como o próprio nome já diz. Assim como a London Eye, é um ótimo ponto para ser observar toda a cidade.

University of Oxford
University of Oxford
University of Oxford

Responsável pela formação acadêmica de grandes nomes da humanidade, a Universidade de Oxford é um ponto de parada obrigatório.

Ela é a universidade mais antiga do mundo que ainda oferece aulas, fazendo isso desde 1096. É um ótimo local para aprender mais sobre a história da Inglaterra e de todo o globo.

Gastronomia e culinária

Cornish Pasty
Cornish Pasty
Cornish Pasty

Bem parecido com o pastel aqui do Brasil, o cornish pasty recebeu esse nome por causa da região onde foi desenvolvido.

Antigamente, ele era feito por famílias mais pobres, por ser conhecido como um “pastel de vento”, mas hoje é reconhecido como um dos grandes pratos da culinária inglesa.

Bem simples de fazer e encontrar no país, não leva muitos ingredientes em sua receita e pode ser saboreada sem problemas em diversos restaurantes britânicos.

Wellington Beef
Wellington Beef
Wellington Beef

Quem adora assistir Masterchef, com certeza já conhece o bife Wellington. A iguaria é feita com uma massa salgada recheada com um filé de bife e outros ingredientes.

A maneira como o prato é preparado na Inglaterra é um pouco diferente, o que transforma o bife Wellington em um prato típico maravilhoso.

Toad in the role
Toad in the role
Toad in the role

Conhecido aqui no Brasil, o toad in the role é um salgado de salsicha envolvida em uma massa bem macia e apetitosa.

Ele é bem marcado na culinária inglesa e perfeito para comer na padaria a tarde. Além disso, é uma forma de matar um pouco a saudade de casa, mesmo que as salsichas inglesas não sejam muito parecidas com as nossas.

Scones
Scones
Scones

Para quem adora o chá das cinco, não pode deixar de experimentar os scones. Mesmo sendo de origem escocesa, o prato sempre acompanha essa refeição nas casas mais tradicionais.

Os scones são bolinhos doces assados feitos com trigo ou aveia, geralmente envidraçado com lavagem de ovos, dando uma aparência única a ele.

Yorkshire Pudding
Yorkshire Pudding
Yorkshire Pudding

A sobremesa ganhou bastante espaços nos últimos tempos e se tornou o doce inglês do momento. Ela lembra um pudim de pão com frutas. Além de ser super fácil de fazer, é um prato cheio para quem é apaixonado por doces.

Curiosidades

Comunidade brasileira

No começo do texto, mencionamos que a Inglaterra é um dos destinos preferidos para os estudantes fazerem intercâmbio. Mesmo sabendo disso antes de viajar, é normal acabar se assustando com a quantidade de brasileiros que você pode encontrar por lá, principalmente na capital inglesa.

Atualmente, existem cerca de 200 mil imigrantes brasileiros na Inglaterra e a maioria deles vive ou está hospedado em Londres.

Outras cidades que agradam nossos conterrâneos são Bayswater, Stockwell e Brent. Por isso, não é difícil encontrar estabelecimentos que façam você ficar com saudade de casa, como restaurantes, cafés, cabeleireiros e até mesmo advogados que atendam seus clientes em português.

O inglês britânico

Todo mundo sabe que o idioma oficial da Inglaterra é o inglês, mas grande parte da população também sabe falar espanhol, francês e Alemão. Isso acontece devido ao grande número de emigrantes e turistas no país.

O que é o Reino Unido?

A Inglaterra é apenas um dos países que compõem o Reino Unido. Os outros são Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales. Ambos são ótimas opções para fazer intercâmbio focado em cursos de idioma.
Informações culturais úteis
Assim como os brasileiros, os ingleses também têm costumes únicos que você só conhece fazendo intercâmbio na Inglaterra. Mas, para te ajudar com isso, separamos algumas informações que podem te ajudar no dia a dia:

  • Os motoristas dirigem ao lado esquerdo da rua
  • Os pubs costumam fechar 23h e bares às 2h em locais mais badalados
  • O aperto de mão é o cumprimento mais usado
  • O garfo é usado na mão esquerda e a faca na direita
  • Os cachorros são super bem vindos em estabelecimentos e no transporte público
  • Policiais não andam armados normalmente
  • Um carro popular pode ser comprado por 800 libras esterlinas (R$ 4.601,81 Real brasileiro)
  • A moeda local não tem números, sendo mais difícil identificar quais são as de maior e menor valor
  • Tem água potável na torneira
  • Esquilos aparecem nas ruas durante o dia e as raposas a noite

Vale a pena fazer intercâmbio na Inglaterra?

Depois de conferir todos esses pontos, essa é uma pergunta que com certeza está rondando a sua cabeça, certo?

O país conta com uma ótima estrutura, é um dos destinos mais procurados para aprender inglês e os pontos turísticos são de tirar o fôlego

A Inglaterra é uma ótima opção de intercâmbio para pessoas que se interessam por outras culturas, que querem conhecer mais sobre o estilo de vida europeu, que adoram arquitetura, entre outros fatores.

Se você ainda ficou com alguma dúvida, não deixe de comentar! Queremos te ajudar a decidir o destino da melhor aventura da sua vida!

    Assine nossa newsletter!

    Assine nossa newsletter e junte-se à outros 146 assinantes. Leia sobre a nossa Politica de Privacidade.