Cuidados na hora de escolher a agência de intercâmbio

Dicas para não cair numa fria na hora de contratar uma agência de intercâmbio.

Cuidados na hora de escolher a agência de intercâmbio
Cuidados na hora de escolher a agência de intercâmbio

A experiência de se aventurar longe de casa, conhecer outras culturas, aperfeiçoar outro idioma e até trabalhar no exterior está cada vez mais acessível. No entanto, o sonho de fazer um intercâmbio pode se transformar em pesadelo, caso o estudante e sua família não façam a escolha certa nem estejam cientes de todos os direitos e deveres na hora de contratar uma agência. Para que essa experiência seja bacana, é preciso planejamento e a assessoria de quem realmente entende do assunto. O Diretor Operacional da Egali Intercâmbio, Cristiano Martins, explica que é fundamental verificar com cuidado o endereço da acomodação, para garantir a proximidade aos meios de transporte e também o suporte que é dado ao longo da viagem. Confira abaixo as dicas da Egali Intercâmbio:

1. Qual o papel da agência e no que ela pode ajudar em relação ao visto?

O trabalho da agência é extremamente importante em todos os processos do intercâmbio, tanto na preparação quanto durante a viagem. No caso do visto, a Egali conta com um setor especializado no assunto, que auxilia o intercambista na confecção de todos os documentos necessários, além de dar suporte e orientações sobre as entrevistas consulares, tornando o processo mais seguro e eficiente. Outro diferencial são as bases, presentes em cidades como Londres, Dublin, Sydney e Vancouver. Essas unidades dão vários suportes aos estudantes, como nos processos de abertura de conta em bancos, registros de imigração e promoções de atividades sociais.

2. O intercambista compra um programa de idiomas + trabalho no exterior. A agência tem como garantir que ele será contratado fora do país?

Alguns tipos de intercâmbio não oferecem garantias de contratação, mas sim uma orientação de como conseguir um emprego. A agência passa várias dicas, como por exemplo os lugares para se procurar, a maneira de elaborar um currículo, enfim, um passo a passo completo no processo da busca. Outros programas oferecem a garantia de emprego, como é o caso do “Free – Férias Remuneradas para Estudantes no Exterior”, destinado a pessoas que querem passar férias nos Estados Unidos trabalhando e aperfeiçoando o inglês.

3. O que é preciso detalhar para que o curso no Exterior corresponda às expectativas e dê um upgrade na carreira?

Existem diversos cursos no Exterior que agregam bastante na carreira profissional. Os mais conhecidos são os de aprendizado da língua de forma geral, que não aprofundam em áreas especificas, mas existem também os de idioma voltados para segmentos profissionais como Business, Marketing e Finanças. A experiência de vivência no Exterior, com a inserção de uma nova cultura e a necessidade de “sobrevivência” com a língua são os maiores aliados para o desenvolvimento do idioma e, consequentemente, de um upgrade na carreira.

4. A pessoa é obrigada a comprar a passagem aérea pela agência de intercâmbio quando contrata algum de seus programas?

Não existe obrigatoriedade de comprar a passagem aérea na mesma empresa que do programa de intercâmbio. A pessoa é livre para escolher o fornecedor do produto, da maneira que achar mais conveniente. Porém, para que exista um acompanhamento total da empresa de intercâmbio em relação a todos os processos do cliente, é aconselhável que se compre a passagem para facilitar questões burocráticas como data de embarque e seguro-saúde. Na Egali Intercâmbio, a equipe é especialista na emissão de bilhetes, buscando sempre os melhores preços.

5. Como o intercambista pode se precaver de problemas com moradia no Exterior?

O ideal é consultar a empresa de intercâmbio quanto às opções. As escolas oferecem acomodações como residência estudantil e casa de família. A Egali Intercâmbio também dispõe das exclusivas “Egali House”, que são apartamentos divididos pelos seus clientes. Além de um excelente custo, as acomodações contam com ótima estrutura e localização, roomates confiáveis e equipe para auxiliar na resolução de problemas da casa (gás, fogão, máquina de lavar, etc.), com todo o suporte da Egali.

6. Como fazer para ter mais garantias de que a escola oferecida pela agência é boa e vai agregar conhecimento pessoal e incrementar o currículo profissional?

É importante que o estudante se certifique de que a escola é reconhecida pelos conselhos de ensino do país onde irá realizar o intercâmbio (como, por exemplo, o British Council, na Inglaterra). A melhor opção é quando o futuro intercambista consegue contato com ex-alunos da escola, tendo maiores detalhes dos cursos e do dia a dia da instituição, de quem já teve a experiência no local.

7. Em caso de algum problema de saúde, existe a garantia de assistência médica?

Muitos países têm sistemas públicos de saúde mais desenvolvidos do que o Brasil, mas vivendo como um intercambista no Exterior é fundamental ter uma assistência específica. A assistência de viagem dará mais tranquilidade caso exista alguma necessidade, desde pequenos problemas de saúde como algo mais urgente. A expectativa é de que não aconteça nada de ruim com a pessoa, porém, caso alguma intercorrência ocorra, é importante que ela tenha um suporte tanto em termos de assistência quanto de gastos que possam ser reembolsados.

Sobre a Egali

A Egali Intercâmbio é a maior empresa do setor da Região Sul, a terceira do país e está presente fisicamente por meio de escritórios próprios em todos os estados brasileiros. Conta com a matriz e duas filiais em Porto Alegre, 70 unidades espalhadas pelo Brasil, além de escritórios em Vancouver, Londres, Dublin, Sydney, Gold Coast e Auckland.

A empresa também conta com as Egali Houses (Gold Coast, Londres, Dublin, Sydney, Auckland e Los Angeles) que são casas e apartamentos que servem de residências estudantis exclusivas para os intercambistas. Além do baixo custo, as acomodações contam com estrutura diferenciada, excelente localização, roomates confiáveis e uma equipe exclusiva para auxiliar em eventuais problemas domésticos. Com apenas sete anos no mercado, já foi reconhecida pela sua gestão de pessoas.

Em 2011, 2012 e 2013 a pesquisa da revista Amanhã apontou a Egali Intercâmbio como uma das 30 melhores empresas para se trabalhar no Rio Grande do Sul. Desde que iniciou as suas operações, em 2007, já realizou cerca de 20 mil embarques.

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.