Intercâmbio teen: o que é, como funciona, principais destinos e bolsas

Você sabia que existem programas de intercâmbio voltados para crianças e adolescentes? Sim! Conheça o intercâmbio teen!

Muitos acreditam que para ter uma experiência internacional é preciso ser maior de idade. Porém, não é bem assim. Existem alguns programas de intercâmbio voltados ao público mais jovem, como crianças e adolescentes, como é o caso do intercâmbio teen

Na prática, essa modalidade de estudos no exterior pode ser uma ótima opção para moças e rapazes que queiram viver por um pequeno período em outro país e se aperfeiçoar em um novo idioma, no entanto, por um investimento bem menor se comparado ao High School, por exemplo.

Além disso, o intercâmbio teen pode ser uma maneira desses jovens desenvolverem não somente conhecimentos em outra língua, mas também habilidades socioemocionais, como comunicação interpessoal, consciência social, autogestão e pensamento crítico.

Sem contar que, vivendo no exterior, mesmo por somente algumas semanas, o viajante se envolve em uma nova cultura e tem a oportunidade de expandir seus horizontes, conhecer pessoas de diferentes países e, com isso, quebrar preconceitos e paradigmas.

Mas, afinal, você sabe como funciona o intercâmbio teen? Hoje eu trouxe algumas informações que podem te ajudar a descobrir! Confira!

Como funciona o intercâmbio teen?

De modo geral, o programa de intercâmbio teen, também conhecido como intercâmbio de férias, é uma modalidade de estudos no exterior em que o aluno viaja durante as férias escolares do Brasil, que acontecem em janeiro e julho.

O estudante interessado precisa ter de 10 a 17 anos, normalmente, e estar cursando o ensino regular no seu país de origem (ensino fundamental e médio, por exemplo). 

Por sua vez, os programas teens têm duração de 2 a 8 semanas e podem ser feitos tanto individualmente, em que o estudante embarca sozinho, quanto em grupo, em que o aluno embarca junto com outros estudantes da mesma faixa etária já daqui do Brasil.

O tipo de acomodação mais comum para essa viagem é a casa de família, também chamada de homestay, em que o intercambista fica hospedado na casa de uma família residente no país de destino. No entanto, é possível também ir para uma residência estudantil, dependendo do tipo de programa e a idade dos estudantes.

Imagem: Freepik 

Quais são os principais destinos?

Existem diversos destinos que aceitam o intercâmbio teen, dentre os mais comuns temos: Estados Unidos, Canadá, Irlanda, Inglaterra, Malta, Espanha, Alemanha, Itália, França, Costa Rica, Emirados Árabes e África do Sul

Por sua vez, existem alguns programas específicos em cada país, como é o caso do Summer Camp, uma espécie de acampamento que ocorre no Canadá e nos Estados Unidos nas férias de julho, período de verão no hemisfério norte. 

Além disso, há as opções de Teen Experience, um intercâmbio de férias em que o aluno combina os estudos do idioma com práticas de esportes, atividades de impacto social, iniciativas acadêmicas ou workshops, por exemplo. 

Quanto custa um intercâmbio teen?

O valor do intercâmbio teen vai depender de uma série de fatores, como destino, período em que o aluno ficará no país, programa escolhido, acomodação, atividades e outros pormenores. No entanto, esse tipo de intercâmbio pode variar de 5 a 22 mil reais.

No momento de fazer o planejamento para um intercâmbio de férias, é importante levar em consideração que o aluno não pode trabalhar no país de destino, por isso, ele precisa levar uma quantia necessária para se manter todo o período da viagem. 

Nesse sentido, é crucial colocar na ponta do lápis os possíveis gastos com alimentação, transporte, materiais escolares e atividades extras de lazer, assim como compras que o estudante queira realizar durante o intercâmbio. 

Esse planejamento detalhado permite uma viagem mais segura e evita que o aluno passe qualquer tipo de perrengue que envolva dinheiro. 

É possível conseguir bolsas?

Se você está se perguntando se é possível conseguir bolsas para realizar um intercâmbio de férias, já adianto que sim, é possível!

Dentre os principais programas, sem dúvidas, está o Jovens Embaixadores. Consistindo em uma iniciativa do governo estadunidense, as bolsas são destinadas aos adolescentes de 14 a 18 anos, alunos de escolas públicas, que tenham envolvimento em atividades de impacto social e possuam inglês avançado. 

Os estudantes contemplados ganham uma bolsa integral para estudar por três semanas nos Estados Unidos com todas as despesas pagas. 

Além disso, há algumas modalidades de bolsas que premiam vencedores de concursos, como o Reach Cambridge e o Cambridge Immerse Essay Competition, em que os competidores concorrem a uma bolsa para um curso de verão na famosa Universidade de Cambridge. 

Outro concurso muito famoso é o Plural+, que prestigia jovens de 12 a 25 de anos com uma viagem com tudo pago. Esse programa é da ONU e o destino do prêmio muda a cada edição. 

close

🤞 Não perca essas dicas!

Não enviamos spam! Leia mais em nossa Política de privacidade

    Assine nossa newsletter!

    Gostaria de deixar um comentário?

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *