Com quantos anos pode fazer intercâmbio?

Será que existe uma idade certa para fazer intercâmbio? Já adianto: não! Confira os programas ideais para cada fase da vida!

Uma das principais dúvidas das pessoas que desejam viver uma experiência no exterior é com quantos anos é possível fazer um intercâmbio

Sabemos que a busca por uma viagem de estudo e/ou trabalho fora do Brasil tem aumentado exponencialmente nos últimos anos. 

Para se ter uma ideia, segundo um relatório da Belta, em 2019, o setor de intercâmbio fechou o ano com um aumento de 12% no faturamento.

Por outro lado, em 2020, era de se imaginar que, por conta da pandemia, o mercado sofreria grandes impactos. De fato, os desafios foram e têm sido grandes para as agências, afinal, boa parte dos destinos de intercâmbio estavam fechados no ano passado.

No entanto, isso não significa que os brasileiros perderam o interesse por viver essa aventura no exterior. Um outro levantamento da Belta nos revela que 33% dos estudantes que estavam planejando um intercâmbio antes da pandemia apenas adiaram a viagem e continuam com os mesmos planos. 

Com um 2021 mais esperançoso, avanço da vacinação por todo o planeta e abertura gradual das fronteiras, é de se esperar que cada vez mais pessoas tirem esse sonho do papel e comecem a se preparar para vivê-lo em 2022. Mas, afinal, existe uma idade certa para isso? Confira abaixo.

Afinal, existe uma idade certa para fazer intercâmbio?

Não, não existe uma idade máxima em que o intercâmbio pode ser mais ou menos aproveitado. Qualquer pessoa pode fazer essa viagem em qualquer fase da vida. 

No entanto, aqui é válido falar sobre a idade mínima. Grande parte dos programas aceitam pessoas acima de 10 anos de idade (sob autorização escrita dos próprios pais ou responsáveis). 

Melhores programas de intercâmbio para cada faixa etária

Embora não exista uma idade certa para viver uma aventura no exterior, há programas de intercâmbio que podem se encaixar em cada fase da sua vida. Confira os principais abaixo.

High School

O High School é um programa de intercâmbio voltado para adolescentes de 13 a 17 anos que estejam no ensino médio. 

Grande parte das instituições exigem que os jovens tenham o conhecimento, ao menos, intermediário do idioma do seu país de destino (geralmente inglês).

Além disso, é possível estudar por apenas um trimestre ou dois anos do ensino médio no exterior, tudo dependendo do tipo de programa, regras do país de destino e, por exemplo, se o aluno conseguir uma bolsa. Saiba mais sobre o assunto neste artigo.

Intercâmbio Teen

Já o Intercâmbio Teen é focado em jovens de 10 a 17 anos e pode ser definido como um “Intercâmbio de Férias”. Ou seja, os adolescentes podem passar de duas a oito semanas em outro país desenvolvendo habilidades em um novo idioma ou fazendo algum curso específico.

É muito comum que se faça esse tipo de viagem em grupo, em que os estudantes embarcam com outras pessoas da mesma faixa etária e ficam hospedados em uma residência estudantil ou casa de família também. Falei um pouco mais sobre esse programa aqui.

Intercâmbio de idiomas

O intercâmbio de idiomas é um dos programas de estudos no exterior mais flexíveis que existem. Ele pode ser feito tanto por adolescentes, durante o intercâmbio de férias, por exemplo, quanto por jovens e adultos, em qualquer idade. 

Na prática, os horários e opções de cursos são completamente customizáveis e mudam não somente de acordo com as necessidades dos próprios estudantes, como também conforme as opções da escola.

Em alguns destinos, como Austrália, Irlanda, África do Sul e Nova Zelândia, estudantes de idiomas podem trabalhar meio período. Em outros, como Estados Unidos e Canadá, isso não é possível, sendo necessário um visto específico de trabalho.

Au Pair

O programa de Au Pair é um dos tipos de intercâmbio mais comuns. Na prática, o intercambista mora com uma família residente e trabalha cuidando das crianças da casa, recebendo um salário por isso e com a possibilidade de estudar por lá.

Existem diversas variações do Au Pair e pacotes que podem ou não incluir o pagamento do curso de idiomas por parte da família, horários diferenciados, atividades, restrições e outras especificações.

Esse programa de intercâmbio pode ser feito por pessoas de 18 a 25 anos (em grande parte dos países, apenas mulheres), que tenham o ensino médio completo, carteira de habilitação e conhecimento intermediário no idioma.

Dentre os países que aceitam Au Pair, temos: Estados Unidos, Alemanha, Bélgica e França. Saiba tudo sobre o programa aqui no Canal.

Intercâmbio Voluntário

Esse é um dos programas de intercâmbio mais diferentes que temos nesta lista. Ele pode ser realizado por pessoas de diversas idades e as regras variam de acordo com o projeto, organização (agência) mediadora e país de destino.

Na prática, no Intercâmbio Voluntário, o viajante combina a experiência de morar um tempo em outro país se desenvolvendo no idioma com alguma atividade de impacto social. É possível viajar para países como o Peru, Colômbia, África do Sul, Tailândia e muitos outros. Nesta página, temos mais informações sobre o programa.

Programas de intercâmbio universitários

Por fim, temos os programas de intercâmbio universitários, que vão desde os cursos de graduação, até doutorado e pós-doutorado.

Esses intercâmbios são destinados a pessoas maiores de idade que já concluíram, pelo menos, o ensino médio. Outras especificações mudam de acordo com o tipo de curso que o aluno deseja cursar. As opções de destinos são infinitas, visto que no mundo inteiro existem ótimas faculdades que aceitam estudantes internacionais.

Cada país e cada universidade possuem as suas próprias regras de admissão. Além disso, existem diversas possibilidades de bolsas parciais, totais e até subsídios que cobrem os custos do aluno no país. Muito legal, né? 
Aqui você pode acompanhar todas as oportunidades em aberto e saber mais a respeito das regras.