A Finlândia começou a tomar medidas para facilitar a entrada de estudantes internacionais, trabalhadores altamente qualificados, empresários iniciantes e investigadores de países terceiros. A intenção do país europeu é agilizar os pedidos de visto e a liberação das autorizações de residência. Se você sonha em morar e trabalhar na Finlândia, a notícia é excelente!

Morar e trabalhar na Finlândia

No dia 1º de junho, foi introduzido um procedimento para acelerar um novo visto na Finlândia de longo prazo. O documento é direcionado para trabalhadores altamente qualificados e empreendedores iniciantes com suas famílias. A intenção do governo finlandês é conseguir atender a demanda com um tempo de processamento de 14 dias para autorizações de residência online, segundo o portal de notícias Schengen Visa Info.

“O visto D nacional, por outro lado, permite que especialistas internacionais e suas famílias entrem na Finlândia assim que receberem uma decisão favorável. Não há mais necessidade de esperar que o cartão de autorização chegue antes de entrar na Finlândia”, diz um comunicado emitido pela Comissão Europeia.

Viver em Portugal: atualmente 700 mil estrangeiros moram no país europeu.

País quer facilitar a entrada de imigrantes qualificados

Como explica a Comissão da União Europeia (UE), estudantes e pesquisadores ainda não são elegíveis para o visto D nacional na Finlândia. Contudo, duas ações realizadas no início de 2022 facilitaram a entrada de imigrantes qualificados e permanência na Finlândia.

O primeiro ato, chamado Quick Lane, dá aos estudantes e suas famílias uma autorização de residência para toda a duração de seus estudos, alterando suas autorizações de residência e de seus familiares de temporária para permanente.

Para o ministro do Trabalho finlandês, Tuula Haatainen, o governo está determinado a facilitar a imigração de trabalhadores qualificados, a introduzir outras medidas para acelerar o trabalho e a migração com base na educação e tornar o país mais atraente para especialistas internacionais.

Estudar e morar no Canadá: os melhores lugares do país para estudantes.

Mudança também na permanência após a conclusão dos estudos

Além disso, para facilitar a permanência de estudantes e pesquisadores na Finlândia mesmo depois de concluir seus estudos e procurar trabalho, foi aprovada uma mudança na chamada permissão de trabalho para permitir que eles tenham essa parte com mais facilidade.

“Se solicitarem esta autorização de residência dentro de cinco anos após o vencimento da autorização de residência, agora poderão permanecer na Finlândia por dois anos”, destacou a Comissão da União Europeia a esse respeito.

As autoridades finlandesas também declararam que tal processo facilitaria o início oportuno de estudos, pesquisas e trabalhos, bem como facilitaria o recrutamento de especialistas e fortaleceria a atratividade da Finlândia. De acordo com o governo finlandês, se um titular de uma autorização de residência Visa D residente no exterior tiver perdido um cartão, roubado ou vencido, ele pode ser reemitido.

Leia também: as cidades mais caras do mundo em 2022 para estrangeiros.

Morar e trabalhar na Finlândia

A alteração na lei dos estrangeiros na Finlândia está prevista no projeto de lei do Ministério do Interior, que permitirá ao Ministério dos Negócios Estrangeiros emitir uma autorização de residência temporária para jovens de famílias diplomáticas que cheguem à Finlândia com menos de 20 anos. Este ano a Finlândia vai receber milhares de novos estudantes internacionais, marcando um aumento de 14% a mais que no ano passado.

Além disso, as universidades e universidades finlandesas de ciências aplicadas (UAS) registraram mais de 50.000 inscrições de estudantes internacionais para estudos de pós-graduação a partir do outono de 2022, o que significa um aumento de 37% a mais do que em 2021.

Descubra quais os 10 melhores países para imigrar e juntar dinheiro.

Finlândia é considerado um dos países mais felizes do mundo

A Finlândia é um país europeu nórdico com 5,5 milhões de habitantes. O país alcançou o topo do ranking de países mais felizes do mundo durante cinco anos consecutivos, inclusive agora em 2022. As primeiras posições são ocupadas pelos países nórdicos, veja a lista das 10 primeiras posições:

  1. Finlândia
  2. Dinamarca
  3. Islândia
  4. Suíça
  5. Holanda
  6. Luxemburgo
  7. Suécia
  8. Noruega
  9. Israel
  10. Nova Zelândia

Todas as informações contidas nesta publicação pertencem ao site da Vagas Pelo Mundo.

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Atua há 13 anos na área de Jornalismo e Comunicação Social.