Fazer intercâmbio, pós-graduação, Mestrado ou Doutorado no exterior é uma experiência única. Conviver com uma nova cultura, novos hábitos, conhecer pessoas, se virar sozinho, falar outro idioma podem te fazer crescer e muito! Se você querer estudar fora do país, confira essas dicas preciosas de quem já passou por isso.

Dicas para estudar no exterior

Veja 7 dicas para estudar fora e se dar bem morando no exterior.

1) Chegue de cabeça aberta

A pior coisa que pode te acontecer é você chegar de cabeça e coração fechados. Ficar só falando do Brasil, dizendo que o teu país é melhor nisso ou naquilo, conviver só com brasileiros. Isso é um erro terrível para quem vai estudar no exterior.

Ao chegar em um novo país, esteja aberto para entender a nova cultura, fazer amigos locais, falar o novo idioma. Evite andar somento com brasileiros. Explore tudo que puder, aprenda as tradições e compreenda que o mundo realmente é maior que o seu quarto.

Conheça os países mais baratos para estudar inglês no exterior.

2) Estudar fora: tenha bons hábitos e reputação

Sua mãe já deve ter te dito isso: “você não está em casa, então comporte-se”! Você está em lugar novo, sem sua família, por isso é preciso se preservar, evitar andar de madrugada sozinho, evitar beber demais, se perder e não saber voltar para casa, andar com a mochila aberta nos transportes públicos, ou deixar a mochila no chão em uma estação de trem.

Contar dinheiro na frente dos outros, falar alto, jogar lixo no chão… coisas que devem ser evitadas. Lembre-se de tentar sempre melhorar a imagem dos brasileiros no mundo. Você representa um país quando está morando fora.

3) Deixe o telefone de lado

Aproveite cada momento no exterior, evite usar o Google Maps para tudo. Peça informação, converse com as pessoas locais. Procure fazer amigos enquanto estudar no exterior, sente em cafés, livrarias, converse, esteja aberto para novas amizades e aprendizados. Treinar o novo idioma todos os dias é fundamental.

Intercâmbio na Europa: você já ouviu falar no Erasmus?

4) Comidas diferentes

Nunca diga: “eu não como isso”. Esteja aberto para provar coisas novas, pratos diferentes, comidas típicas. Descubra os restaurantes onde os nativos comem. Experimente novos sabores, esqueça o feijão com arroz por alguns meses, consuma os produtos locais. Não tenha medo de provar! Você vai se surpreender com os novos sabores.

5) Planeje seus passeios

Aproveite todas suas horas de folga fora da universidade e também os feriados locais  para conhecer lugares novos. Pesquise os museus da cidade, os eventos, os festivais de música. Muitas cidades possuem dias gratuitos em museus e galerias, por isso é bom estar atento ao que acontece na região e se programar para visitar tudo. Estudar fora é ter oportunidade de ampliar sua mente, não desperdice essa chance.

6) Viaje pela região

Estude durante a semana e viaje nos finais de semana. Chame os amigos, viaje de trem, de avião, ônibus, conheça outros países. É possível se hospedar em hostels, comer sanduíches e conhecer muitos lugares incríveis. Planeje sua renda mensal e guarde dinheiro para viajar sempre que possível.

Conheça as cidades mais baratas da Europa para visitar.

7) Choque da volta

Você nunca mais será o mesmo ao voltar para o Brasil. Seus amigos podem te achar diferente por um tempo e isso é normal. Você cresceu e viveu muita coisa quando morou fora. Sua cabeça está diferente e será preciso algumas semanas ou meses para se readaptar novamente. Tenha paciência, o que você viveu ninguém te tira! É pra vida!

Trabalhar no exterior: os países que mais recebem brasileiros.

Estudar fora: como escolher um país?

Quando você decide que quer estudar fora e fazer um intercâmbio, precisa pesquisar quais as melhores opções de destino para o seu perfil e estilo. Se você gosta de cidades grandes ou do interior, se gosta de neve, frio. Quais as melhores escolas em cada país e quando dinheiro você tem para estudar no exterior.

É preciso pesquisar bastante, comparar preços das escolas de intercâmbio ou das universidades, fazer uma lista de prós e contras. Planejamento é fundamental para quem deseja morar fora. Por isso, faça tudo com calma, planejamento, guarde dinheiro, pesquise as opções de visto e leia sobre a reputação da escola que deseja. Preparação nunca é demais!

*Conheça também os melhores países para estudar inglês e fazer um intercâmbio

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Atua há 13 anos na área de Jornalismo e Comunicação Social.