5 profissões que você pode exercer durante seu intercâmbio

Conheça as oportunidades de trabalho mais comuns para estudantes que estão fora do Brasil

5 profissões que você pode exercer durante seu intercâmbio
5 profissões que você pode exercer durante seu intercâmbio

Quando o assunto é trabalho no exterior, muita gente tem dúvida. Afinal, imagina o quão enriquecedor seria voltar do intercâmbio com o inglês na ponta da língua e, ainda, com uma experiência profissional no currículo?

No entanto, antes de começar a sua pesquisa, é importante saber que nem sempre é possível trabalhar durante o intercâmbio. Além disso, é preciso tomar cuidado com o cargo pretendido, pois ele pode não fazer parte da lista de ocupações permitidas.

Quer saber mais sobre profissões que você pode exercer durante o intercâmbio? Continue lendo!

Países que permitem conciliar estudo e trabalho

É importante saber que o destino escolhido para o seu intercâmbio vai influenciar as suas possibilidades. Isso porque não são todos os países que permitem que estudantes internacionais trabalhem legalmente.

Nesse contexto, os países mais procurados por quem deseja trabalhar e estudar são Nova Zelândia, Austrália e Irlanda, onde é possível que estudantes matriculados em cursos de idioma trabalhem de maneira remunerada.   

Já no Canadá, outro país bastante procurado por estudantes, o aluno precisa cumprir alguns requisitos para estar apto a trabalhar no país. Dentre eles, é necessário que ele esteja matriculado em um curso vocacional ou de ensino superior com, no mínimo, 26 semanas de duração.

Além da permissão de trabalho, o país é conhecido por oferecer benefícios exclusivos para estudantes internacionais, como a possibilidade de o cônjuge ter visto de trabalho e de os filhos estudarem de graça no país.  

Nos Estados Unidos, existem alguns programas exclusivos para quem deseja trabalhar. Entre eles, os mais populares são Au Pair, Disney Program, Monitor de Acampamento e Work and Travel.

Além disso, estudantes de cursos de extensão universitária com a partir de nove meses de duração, podem aplicar para o OPT (Optional Practical Training), que é uma oportunidade de trabalho, remunerado ou não, na área de estudo. Ainda há a opção de trabalhar cumprindo uma jornada de até 20 horas por semana no próprio campus da universidade durante o curso.  

O destino menos óbvio da lista é Malta, onde, recentemente, o governo passou a permitir que alunos internacionais trabalhem e estudem ao mesmo tempo. Para isso, é preciso estar matriculado em um curso de inglês mais longo. A partir da 13ª semana do curso de idiomas é possível arrumar um trabalho remunerado por lá.

Quais profissões você poderá exercer no exterior?

Se você tem planos de trabalhar e estudar no exterior, é importante lembrar que nem sempre será fácil arrumar um emprego na sua área de formação. A maioria dos cargos disponíveis para estudantes internacionais são operacionais, principalmente na área de serviços. A preferência, em geral, é por alunos com nível de idioma, no mínimo, intermediário. Conheça algumas possibilidades:

1. Lanchonetes e restaurantes

É muito comum encontrar intercambistas trabalhando em restaurantes, lanchonetes, cafés ou outros estabelecimentos na área de gastronomia. Os cargos mais comuns são garçom, garçonete e auxiliar de cozinha.

2. Hotéis e hospedagem em geral

Onde há muita procura por intercâmbio existem também muitos turistas. Por isso, o setor hoteleiro tende a viver aquecido em destinos populares como Vancouver e Nova York, aumentando a oferta de empregos na área, principalmente para funções como auxiliar de limpeza e serviços gerais.

3. Supermercados e lojas

Nesta área, as vagas mais comuns para estudantes internacionais são as de repositor de mercadorias, balconista, vendedor e outros tipos de serviços gerais.

4. Shopping

Como os shoppings são um aglomerado de estabelecimentos comerciais e serviços, também é comum que intercambistas encontrem oportunidades de emprego nessa área.

5. Babá

Outro emprego muito comum é o de babá. Afinal, como os estudantes não trabalham em período integral, é um cargo que permite certa flexibilidade de horário.

Nos Estados Unidos, inclusive, existe um programa específico para mulheres com idade de 18 a 26 anos que desejam trabalhar cuidando de crianças: o Au Pair.

Algumas recomendações para estudantes que querem trabalhar no exterior

É importante que o aluno se atente a carga horária do trabalho pretendido que, dependendo do destino, pode chegar a 20 horas semanais durante o período de estudos e 40 horas por semana nas férias.

Recomenda-se que o estudante tenha foco em seu objetivo, para que o trabalho não vire um empecilho para o bom andamento do curso de idiomas. É preciso equilíbrio para conseguir alinhar as duas coisas.

Por último, esses trabalhos ou até mesmo os estágios, só são permitidos para aqueles que possuem visto de estudante. Alunos com visto de turista não poderão trabalhar durante o intercâmbio em hipótese alguma.

Vantagens de estudar e trabalhar ao mesmo tempo

Dentre as principais vantagens de conciliar estudo e trabalho está, sem dúvida, a imersão no idioma e na cultura do país. Afinal, o aluno terá que lidar com diferentes situações e se comunicar com diferentes pessoas.

Quem tem a oportunidade de passar por essa experiência volta para casa muito mais confiante e seguro, pronto para encarar novos desafios. Além disso, a experiência internacional de trabalho ajuda o aluno a, posteriormente, sobressair-se no mercado de trabalho.

E aí, se animou para fazer as malas e ir estudar no exterior? Seja qual for a experiência de trabalho, qualquer situação nova vivida fora do país pode ser enriquecedora. Afinal, os desafios colaboram muito com o desenvolvimento pessoal e profissional dos estudantes.

Por isso, não importa para onde você vá, seja um intercâmbio no Canadá ou um curso de idiomas na Irlanda, investir nesse tipo de experiência vale muito a pena. Não deixe para depois!

Quer saber mais detalhes sobre trabalho e estudo durante o intercâmbio? Acesse: https://www.stb.com.br/

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.