Amigos amigos, casa à parte!

Quando mudamos de país e já conhecemos alguém no país onde estamos indo, é super comum pensar que "não tem problema" passar uns dias.

Mas a realidade de quem mora no exterior é bem diferente. Mesmo ele/ela pagando aluguel e morando numa casa dividida, a casa não é só dele, então ele/ela tem que pedir permissão e nem sempre os companheiros vão ficar felizes de ter uma pessoa a mais na casa, portanto não fique chateado se você ouvir um “não”!

Amigos amigos, casa à parte!
Amigos amigos, casa à parte!

Seu amigo/a pode estar vivendo em uma república e, normalmente, amigos que dividem casa não tem nenhum problema com os amigos se hospedando por alguns dias (repito: alguns dias). Para algumas pessoas, alguns dias significa dois, para outros, cinco e para algumas pessoas, alguns não tem um número. . .

Há um provérbio no Brasil que diz: “visita é que nem peixe, depois de uns dias começa a feder!” – Entendeu o significado?

Eu tenho algumas dicas caso você esteja planejando se hospedar com um amigo (e eu tenho muita experiência de hospedar e ser hospedado por amigos!)

  • Mesmo que as pessoas digam, “Sinta-se em casa”, você deve se lembrar que você não está em casa (especialmente se é uma casa dividida).
  • Você deve ser invisível: fora do caminho durante a hora dos banhos (e seus banhos não devem durar mais que 15 minutos!). Também use o mínimo tempo para fazer comida e tempo de assistir televisão. Você não tem preferência em momento algum – mesmo que o seu colega de quarto seja o “inquilino principal” no apartamento.
  • Você deve respeitar a agenda do seu amigo: ele ou ela terá que trabalhar e fazer o seu/suas próprias coisas (cozinhar, compras, alimentação, ver outros amigos, etc).
  • Você deve certificar-se se a casa está arrumada em todos os momentos (especialmente se sua mala está na sala de estar). Não fazer bagunça, deixando seus pertences no chão, NUNCA! É muito chato e os companheiros de apartamento vão começar a ficar bravos com você e com seu amigo.
  • Seja legal com todos e se você se hospedar por uma semana ou mais, faça um jantar para eles como forma de agradecimento (se eles não pediram qualquer dinheiro para as contas, você deve ser legal com eles)
  • Não fique em casa o dia todo. Vá para fora, procure um emprego ou se estiver lá apenas de férias, certifique-se que você nunca é um incômodo para ninguém na casa.
  • Eu diria que uma semana é o MÁXIMO que alguém deveria pedir como favor para ficar por perto.
  • Por último, mas não menos importante: dar um presente de OBRIGADO ao seu amigo e para a casa (ao menos uma garrafa de vinho). Os companheiros de apartamento ficarão muito gratos.

Ficando em casa de família

As casas de família são, normalmente, casas de casais mais maduros que têm um quarto vago em sua casa e recebem estudantes internacionais por um período de tempo. Não é muito comum ter profissionais jovens que recebam, a menos que seja por um período muito curto de tempo. Estudantes mais jovens (16-18 anos) que alugam estes quartos normalmente não podem cozinhar ou são maduros o suficiente para alugar um quarto para viver sozinho ou com outros amigos. Assim, normalmente os mais novos ficam em uma casa de família onde as roupas são lavadas, as refeições são preparadas e você tem horário para dormir. A maioria fica cerca de um mês, mas você pode ficar mais tempo, é claro.

Alguns estudantes ficam com uma família anfitriã por 1 ou 2 semanas para ter um lugar seguro quando chegam a um novo país e aí podem então procurar um lugar permanente caso queiram ficar mais tempo. Tendo uma opinião de um morador local sobre localização, preços e todos os outros aspectos relacionados ao alojamento tornará as coisas muito mais fáceis.

Eu tenho uma prima chamada Sileide que trabalha para uma companhia aérea brasileira e decidiu melhorar seus conhecimentos de inglês. Ela foi para Cambridge, na Inglaterra, por um mês, estudou seis horas por dia ficou em uma casa de família; sua anfitriã era na verdade uma mulher solteira que tinha uma boa casa não muito longe da escola.

Sileide apontou as vantagens e desvantagens de ficar em uma casa de família:

Algumas vantagens:

  • Você é bem cuidado, as refeições são preparadas e suas roupas são lavadas
  • Você tem o seu próprio quarto (na maioria dos casos) e, a menos que você prefira ficar com um amigo, você não estará dividindo um quarto com um estranho.
  • Normalmente, o anfitrião será verificado pela agência e terá de fornecer os requisitos mínimos (como roupa de cama, uma mesa e uma cadeira no quarto, etc.)
  • A casa vai ser bem cuidada porque os anfitriões vivem nela.
  • Você terá a oportunidade de ter contato com a cultura de imediato, conversando e aprendendo a língua e a cultura local. Obviamente, isto será através dos olhos de quem hospeda, por isso, se o seu anfitrião tem 60 anos, vai ser uma experiência completamente diferente de uma casa de família com um morador em seus 30 anos.
  • Se eles têm um filho ou filha de sua idade, ele ou ela poderão tornar-se seu amigo para a vida toda e depois visitá-lo no seu País!

Algumas desvantagens:

  • Você não pode usar a cozinha (na maioria dos casos)
  • Seu tempo é controlado: 15 minutos para o chuveiro, você tem que estar em casa às sete horas para o jantar, etc
  • Você não pode receber amigos ou trazê-los para dormir.
  • Você pode morar com pessoas mais velhas, com quem você não tem nada em comum.
  • Você talvez não possa usar a sala de estar.
  • Você pode odiar a comida que o anfitrião prepara (e, então, perceber o quão gostosa a comida da sua mãe ou pai realmente é!).

Essas são minhas dicas de onde ficar antes de alugar sua casa ou quarto assim que você muda de país. Claro que tudo depende da cultura das pessoas onde você irá morar, mas acredito que há uma ‘regra universal’ para receber visitas e não importa qual a cultura, você tem que saber quando é a hora de procurar seu próprio canto caso depois de um período de estudos, resolva esticar sua jornada.

Tenha uma ótima viagem!

Rafael dos Santos
Autor do livro Moving Abroad – One Step at a Time
www.rafaeldossantos.com

 

Veja outras dicas minhas para moradia no exterior

  1. Morar no Exterior: 7 dicas
  2. 7 coisas que você não deve fazer ao mudar para uma nova casa
  3. Morar no Exterior – Emoções 

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.