Valentine’s Day na cidade de conto de fadas

Quando você pensa em lugar romântico, qual é a primeira cidade que vem a sua mente?

Hoje vamos fugir de destinos como Paris e Veneza já conhecidos pelo clima de amor e viajar para a Alemanha.

A menos de 1h30min de trem de Frankfurt, a cidade de Heidelberg parece ter sido o cenário das histórias da Cinderela ou Branca de Neve. Cortada pelo rio Rio Neckar, é possível sentir essa “mágica” por causa da natureza e da arquitetura romântica.

Cidade de Heidelberg
Cidade de Heidelberg

Para explorar cada cantinho desse lugar mágico, comece visitando a praça Marktplatz. Além da bela fonte e cenário digno para 300 fotos no Instagram, você poderá mergulhar nas lojas e fazer um lanchinho em alguns dos tradicionais cafés da cidade. Imagine tomar aquele cafezinho acompanhado de uma torta alemã e ainda apreciar a paisagem?

Praça Marktplatz
Praça Marktplatz

Depois faça uma pequena caminhada para chegar a praça Kornmarkt que tem a famosa estátua da Madona de 1718, uma figura sustentada por anjos na fonte, um dos cartões postais da cidade.

Praça Kornmarkt
Praça Kornmarkt

Outro marco turístico e histórico é o Castelo de Heidelberg citado com adoração pelo poeta francês Victor Hugo em uma carta. Durante o verão, o castelo tem concertos, espetáculos, banquetes e bailes ao ar livre na programação.

Ao voltar do castelo, escolha o caminho pela Alte Brücke, a ponte velha. Lá você terá uma bela vista da cidade.

Alte Brücke
Alte Brücke

Também anote na lista o palácio do Frederick, Museu Alemão da Farmácia e a Alte Universität, a primeira universidade de medicina da Europa, fundada há 800 anos.

Curiosidade: Se você tiver sorte, ainda pode ter sorte ver o Festival de Schlossfestspiele, um evento de teatro ao ar livre.

Deu vontade de passar um dia romântico em Heidelberg? Nem precisa ser o Valentine’s Day para sentir o “amor no ar”. Garantimos!

Se você tiver mais dicas de lugares ideais para passar o Dia dos Namorados comente!

Para quem quer saber um pouco sobre a criação do Valentine’s Day

Existem várias versões para se comemorar o “Dia de São Valentin”. A primeira história conta que o imperado Cláudio II estabeleceu uma lei que as pessoas não poderiam casar durante a guerra, pois ele acreditava que os solteiros eram mais fortes. O bispo Valentin foi contra as ordens do imperador e continuou unindo casais felizes. Sua rebeldia não durou muito e ele foi preso. Afirma-se que na prisão ele curou uma menina da cegueira. Ele foi morto em 14 de fevereiro.

A segunda história fala que no século XVII, os ingleses e franceses começaram a comemorar o Dia de São Valentin como Dia dos Namorados.

E a terceira, é que 14 de fevereiro é o primeiro dia do acasalamento dos pássaros na Idade Média, por isso os apaixonados deixavam bilhetes na porta da casa do amado.

 

Fonte das imagens: ooppermark shimazu photographybatom e futebolvirtual tourist

Comentários

  1. A Alemanha deve ser demais! O país da cerveja e agora já é praticamente o país do futebol! hehehehe

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.